sexta-feira, 4 de abril de 2014

Génios da literatura - do santo ao ateu

As minhas cem figuras, desde Shakespeare até ao recentemente falecido Ralph Ellison, representam talvez cem atitudes diferentes para com a espiritualidade, abrangendo todo o espetro desde São Paulo e Santo Agostinho até ao secularismo de Proust e de Calvino.

Harold Bloom, "Génio", Temas e debates

23 comentários:

Anónimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=p3p6NgyDRDM

Anónimo disse...

O silêncio “divino” descrito pelas palavras gravadas pelo punho enfurecido da lei arrependido de ter revelado a divindade dos homens “sois deuses” decretou escrevendo o derrube da “torre de Babel” castigando a audácia do poder criador da palavra quase alcançado pelos homens sem dar-se conta que abria um mundo novo à palavra gerada pelas novas linguagens redimidas/depuradas pelo conhecimento que gera novas “torres”! Eis a fonte principal de tantos medos a que o outro alcance o conhecimento!

Anónimo disse...

Percebem agora as violências e as agressividades dos “donos/criadores da religião” contra os relativismos epistemológicos/morais e & Cia. Ltda.…! Uiiii lá se ia/vai todo o poder sobre os incautos crónicos do /deixa andar para quê criar mais problemas temos é que dar graças pelo que temos/ e os adormecidos pelo embalar dessas fábulas que enfermam a mente humana só porque o pobre Adão se atreveu a ferrar os dentes naquela maçã tão saborosa/ chama-se a isso o sindroma do eterno éden proibido! Ai de quem se atreva a saltar os muros e subir àquela “árvore do conhecimento”!

Anónimo disse...

Parece que a diocese do Porto ficou finalmente entregue em boas mãos/ assim o clero daqueles espaços também participe nessa nova etapa e termine com as lamúrias e as culpabilizações direccionadas sempre para o outro!

Anónimo 2:56 da tarde/ obrigado pela indicação do vídeo o conteúdo é desafiante! O P. Mário Oliveira ainda está bem lúcido espiritualmente apesar do exílio que lhe impuseram os incomodados e acomodados!

Anónimo disse...

Ahahaha... os poste neste blog andam lentos; o blogger deve estar a ser consultado para a escolha do novo bispo de Aveiro (algo que sempre disse que não ocorria). Já acerca do padreco pindérico da Lixa (esse que, segundo o mesmo, passou o seminário a mentir acerca da sua vocação): quem se exilou foi o mesmo; disso não há dúvidas.

Anónimo disse...

Acabei de ver o vídeo do padre rabeta da Lixa: o melhor é o chapéu. De resto é um somatório de banalidades de alguém cheio de rancor por não poder continuar a mentir acerca do que é.

Anónimo disse...

Pois /6:23 da tarde/ então toda aquela palavra pronunciada pelo P. Mário “é um somatório de banalidades” e o que importa aqui é o ataque ad homini omitindo a gravidade do que ali se afirmou e que tanto o incomodou a constatar pela sua intervenção carregada dessa violência verbal que descarregou! Bom “ percebe-se a irritação” até porque não é nada difícil compreender onde nascem as /banalidades do mal/ que só encontram terreno fértil para crescer quando esse mal adquire formas banais ao olhar humano entorpecido pela repetição contínua de uma mentira que ganha maior força de verdade só porque é com/partilhada por muita gente!

Falando em “poderes” e que foram abordados nesse vídeo não tenho dúvida alguma que quem sendo espiritual está agarrado ao poder temporal que essa liderança espiritual exige pelas “condicionantes sociais” e não é capaz de se submeter ao escrutínio/escolha livre do seus irmãos /todos(as)/ que diz ter sido chamado a servir é por natureza um mentiroso compulsivo e um profundo manipulador! Ora o “pai da mentira” já sabemos quem é e que no fundo é a fonte de todo o mal!

Anónimo disse...

Mentiroso compulsivo/ porque anuncia um Deus que envia o seu Filho para nos libertar e depois nas suas palavras/gestos/vida a única coisa que sabe fazer é apropriar-se de todo o poder que consiga alcançar para construir essas imensas prisões da mente e da vida espiritual sobejamente conhecidas e já tão denunciadas aqueles que são seus irmãos iguais aos olhos desse mesmo Deus!

Profundo manipulador/ porque apegado ao poder alcançado não se coíbe de usar todos os meios mesmos os que estão em contradição total com o Evangelho e com o que Jesus viveu para se perpetuar nesses tronos efémeros e a outros eleitos numa cadeia insana de interesses e jogadas nos bastidores da própria sombra da cruz e do nome de Deus!
Quem busca o poder pelo poder servindo-se para isso do nome de Deus sabe do seu fim! Os “Ais” descritos por Mateus no cap.23 são suficientemente claros em relação ao tema o único problema é a “cegueira” de quem vê sem ver na realidade!

Anónimo disse...

corrijo:

...para construir essas imensas prisões da mente e da vida espiritual sobejamente conhecidas e já tão denunciadas /para aprisionar/ aqueles que são seus irmãos iguais aos olhos desse mesmo Deus!

Anónimo disse...

10:24 da tarde e também 10:28 da tarde é verdade que estão construidas "imensas prisões da mente" como você refere, mas só os próprios prisioneiros poderão libertar-se. De que forma? Vendo o que está à frente dos seus olhos! Pensando! Refletindo! Não pactuando com os carcereiros!

Anónimo disse...

Dizer a verdade sobre uma pessoa nunca é um ataque: é o mero colocar de um espelho à frente do mesmo e dos seus sequazes imaturos.

Anónimo disse...

10:09 da manhã aquilo que ali foi escrito naquele(s) dois comentário(s) não procura nem dizer a verdade nem discuti-la até porque quem lança tais ataques ad homini passando completamente ao lado das questões levantadas no vídeo limitando-se a insultar e a lançar suspeitas sobre o autor desse vídeo não está minimamente interessado nessa via! “Imaturo” é quem se comporta dessa forma numa espécie de birra infantilona só porque aquele vídeo levanta questões que são tabu na Igreja!

Resumindo a sua questão do “espelho” / infelizmente alguns não precisam só de um espelho mas dois colocados um à frente e outro atrás! À frente para que se dêem conta do abismo que vão cavando com as suas posturas nos caminhos de Deus e atrás para que o passado cheio de misérias humanas semeadas por esses “sequazes” nessa Igreja onde militam feitos censores da expressão livre dos seus irmãos os façam enxergarem-se de uma vez por todas e quem sabe abrir assim caminho à conversão total nas suas vidas!

Anónimo disse...

10:09 da manhã já agora/ não queria deixar para trás uma questão que levantei antes sobre essa expressão “banalidades” que esse comentador dos “ataques” lançou em jeito meio envergonhado/ como se essa gente não percebe-se muito bem a gravidade que carrega tal tema! Eu repito o que ali disse:

… não é nada difícil compreender onde nascem as /banalidades do mal/ que só encontram terreno fértil para crescer quando esse mal adquire formas /banais/ ao olhar humano entorpecido pela repetição contínua de uma mentira que ganha maior força de verdade só porque é com/partilhada por muita gente!

Ao contrário do que alguns podem pensar ou interpretar eu não me dirigia aqui ao P. Mário mas sim a todos os que são cúmplices do mal que se tornou para eles numa espécie de “banalidades”! E o mais doloroso é que essas posturas a trazem-nos dolorosamente à memória essas “noites de cristais” que vão se repetindo ainda hoje não só nas sociedades governadas por poderes totalitários mas também dentro da própria comunidade cristã em direcção aos que pensam e vivem diferente/ alimentando e perpetuando essas tragédias que buscam silenciar os outros/… Pois continuem então a chamar-lhes “banalidades”!

Anónimo disse...

E lá fui ver o dito Mário da Lixa. Só me ocorreu uma expressão que aqui alguém já disse: o homem tem de se ir tratar. Chama irmãos, depois maltrata tudo e todos... Realmente - não se cuide... Se calhar já não tem remédio.

Anónimo disse...

Você 9:37 da tarde que critica tanto não tem espelho? Maltrata quem o Pe Mário? Diz a verdade e a verdade dói! Maltrata COM A VERDADE os hipócritas mentirosos que injustamente o ostracisaram por mostrar a grandiosa mentira montada por uma igreja erguida na perseguição, no terror, no assassínio, na desmoralização, na pilhagem dos povos, na violação, na pedofilia, na prostituição, etc...comprovado ao longo da história!

Anónimo disse...

9:37 da tarde/ tinha prometido a mim próprio não voltar a interagir com certo tipo de comentários que não estão mesmo interessados em dialogar mas sim a achincalhar com desprezo aqueles que partilham certos temas que incomodam a quem nem sequer têm a coragem de desmentir com factos concretos aquilo que foi exposto! O 9:37 já reparou que age aqui numa espécie de vitimização provavelmente porque também se inclui entre esses “irmãos” que diz terem sido “maltratados” mas repare como age depois numa espécie de quem arrasta a mente carregada de acidez de tédio depreciativo em direcção ao Padre Mário: “E lá fui ver o dito Mário da Lixa”. Então os outros são irmãos e este é apenas o “dito”! Realmente não poderia ter exposto o seu carácter com tanta nitidez como o fez com esse seu comentário!

Anónimo disse...

Se o bom papa Francisco visse este vídeo deste senhor iria ficar bastante triste. Condená-lo sei que nunca o faria. Mas que é uma triste figura que este senhor tem andado a fazer, ai isso não tenho dúvidas. Deus o guarde e lhe dê juízo.

Anónimo disse...

Se calhar devia-me conter e seguir os conselhos do meu Papa Francisco, mas entre a minha fragilidade e as perolas q andam por aqui à solta desconfio q anda por aqui aquele tipo q deu uma sova no enfermeiro para conseguir fugir do manicomio e entretanto enganou-se na toma do medicamento e engoliu uma cassete.......Deus me perdoe mas é mais forte do q a minha capacidade......
O cheiro a sacristia sempre atraiu também alguns tontinhos e gente meio esquisita q vive e se autoalimenta do odio à Igreja. O mal disto é q até tem graça....
Jacome

Anónimo disse...

O padreco da Lixa é isso mesmo: um apaneleirado que insulta, berra, ameaça: uma lástima; uma vergonha para toda a Igreja.

Anónimo disse...

Quando um hipócrita acusa outros de hipocrisia, o que é que isso diz da hipocrisia destes? Claro, não?

Anónimo disse...

Jacome/ parece que conhece muito bem esse “cheiro a sacristia” pelos vistos! Falou também aqui em “pérolas”! Sabe elas não são para se darem ao desbarato porque entre o caminho que leva às sacristias e os seus interiores já frequentados por alguns fragilizados na sua capacidade de decidir se querem ser livres ou não fica sempre a intermediar essa pocilgueira do mal onde tristemente alguns ainda vão procurar alimento defendendo esse naco ganho em troca da sua alma enquanto orgulhosos pelas suas barrigas cheias de um nada vão passando rindo e insultando os outros esses seres inferiores sabem aqueles pobrezinhos de espírito esses malfadados “meio esquisitos”e “tontinhos” coitados! Haja Deus para nos “colocar uma sentinela nos lábios” sobretudo quando temos que passar por algumas vielas onde passeiam orgulhosamente certas vidas que “fogem como o diabo da cruz” às questões incómodas esses malfadados tabus da religião institucionalizada! E agem assim ou porque tem total incapacidade de pensar e discernir por si mesmos ou então porque panicaram porque alguém lhes anda a invadir a “sacristia” em que se tornou a sua vida e o seu mundo!

Anónimo disse...

Aí está /mesmo em cheio!!! mais claro que a água não podia ser! Ainda estava eu a escrever o meu último comentário e logo estrebucharam aqui essas águas barrentas que sufocam certas vidas tristes atolando de misérias humanas essa “pocilgueira do mal”!

Anónimo disse...

10:20 da manhã também não precisa de berrar tanto por estes lados já o ouvimos claramente /melhor não poderia ser/ e a santa madre agradece-lhe o favor por ter elevado a dignidade ao nível do "berro"!

Lucas 15, a esquerda e a direita

Tem piada o artigo de Inês Teotónio Pereira, "A esquerda que queremos ser", no DN de ontem. "Somos [os da direita] aquele i...