terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Segunda parte da entrevista a José Tolentino Mendonça

Segunda parte da entrevista da "2" a José Tolentino Mendonça. Dois leitores disseram, e agradeço-lhes a indicação, que a entrevista pode ser lida no sítio do SNPC, aqui.




8 comentários:

Anónimo disse...

Maître Eckhart? Quem é "Maître Eckhart"? Que bruta ignorância! Eckhart era alemão, donde até se poderia chamar ao mesmo de Meister Eckhart, mas como chama de João a Juan, então deveria chamar, simplesmente, de Mestre Eckhart. Quando a presunção se junta à ignorância só dá barracada.

Anónimo disse...

Caro anónimo das 3:28 p.m.:

"Mestre" não é nome, mas título. A excepção talvez venha daí, não?

Fernando d'Costa

Anónimo disse...

Ó Fernando, pseudo-intelectual de direita, a questão não é se "Maître" é título ou nome, mas o ser francês quando Eckhart ser alemão. Pfff!!! Vá encher pneus antes de vir para cá defender a ignorância do Tolentino.

Jorge Pires Ferreira disse...

Não me parece que o Fernando esteja a defender o Tolentino, ou melhor, talvez esteja, mas só neste ponto, porque já noutros momentos se mostrou bastante crítico.

Priscilla disse...

"Vede como eles se amam" era a prova prática do cristianismo para os não cristãos.

Temo que este brandir de frechadas mútuas não o demonstre.

Anónimo disse...

E estas quezílias verbais (escritas) são só uma amostra...
As "frechadas" ditas mas não escritas, pois palavras leva-as o vento, são mato... e realmente muito pouco edificantes!

Anónimo disse...

Priscilla, Jesus chamava os bois pelos nomes: bois. Eu cá sigo Jesus e não dissocio o anunciar com o denunciar.

Priscilla disse...

ummm.....Jesus enfrentava os hipócritas,mas não os mandava "encher pneus",não achincalhava ...

Semana dos Seminários

Parece que se dizem agnósticos (ou o mais conhecido deles). Mas a simbologia católica (sim, mais católica do que simplesmente protestante ou...