terça-feira, 23 de outubro de 2012

Cardeal não protesta


No DN de hoje. Mais uma vez a sensatez de D. José Policarpo. Até poderíamos pensar que não é só na rua, contestando, que não se resolve nada. Nos tribunais, protestando, também não se resolve grande coisa (sim, penso que a principal reforma de que o país precisa é a da justiça).

4 comentários:

Anónimo disse...

O D. José é um tipo que tem demasiada categoria para dar direito a resposta. O Homem tem toda a razão no que disse.

Anónimo disse...

Mais uma vez vemos o que é a democracia das "ruas", não é?

maria disse...

o cardeal não sei se disse, mas já alguém afirmou que é uma ofensa colectiva...enfim.

a Igreja está na "praça", portanto, sujeita a ser criticada e "atacada". Esta atitude de quem atacou não colhe simpatia da minha parte (tanto que é um abuso dizer que é fruto da democracia na rua), mas não é drama nenhum.

Anónimo disse...

Olha a Maria a atacar implicitamente quem disse que o «Vaticano é um antro de misóginos». Ainda há esperança.

Lucas 15, a esquerda e a direita

Tem piada o artigo de Inês Teotónio Pereira, "A esquerda que queremos ser", no DN de ontem. "Somos [os da direita] aquele i...