quarta-feira, 23 de maio de 2012

M. de Maio e de Maria

Se portanto falarmos de símbolo, não diremos que a Virgem Maria é o símbolo acabado do Eterno Femino. Diremos antes que este Eterno Feminino deve ser entendido, na sua essência pura, como o símbolo da Virgem Maria.


Henri de Lubac

Sem comentários:

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...