quarta-feira, 23 de maio de 2012

M. de Maio e de Maria

Se portanto falarmos de símbolo, não diremos que a Virgem Maria é o símbolo acabado do Eterno Femino. Diremos antes que este Eterno Feminino deve ser entendido, na sua essência pura, como o símbolo da Virgem Maria.


Henri de Lubac

Sem comentários:

Lucas 15, a esquerda e a direita

Tem piada o artigo de Inês Teotónio Pereira, "A esquerda que queremos ser", no DN de ontem. "Somos [os da direita] aquele i...