domingo, 27 de maio de 2012

Alegria da alma que recebe de Deus a vida

Exatamente como se um imperador desse uma maçã a uma pessoa, essa pessoa haveria de lhe dar mais importância do que se alguma outra pessoa lhe desse um bom capote. Assim também a alma acharia insuportável que tivesse de receber a vida de alguém diferente de Deus, é por isso que Ele diz «Eu dou», para que a alma tenha uma perfeita alegria em lhe ter sido dada a vida.


Mestre Eckhart

Sem comentários:

Uma questão de visão, talvez

D. Carlos Azevedo diz que a nomeação de D. António Marto para cardeal tem mais a ver com a visão dele (do nomeado) da Igreja do que com a li...