terça-feira, 17 de abril de 2012

Católicos e missas, no "Público"



No "Público" de hoje. A notícia é mais factual do que a interpretativa do "Jornal de Notícias" (aqui) e menos alarmante do que a pretensamente escandalosa do "Correio da Manhã" (aqui). Atenda-se às novas designações que o inquérito usou (na segunda parte da segunda coluna): católicos nominais, praticantes ocasionais, praticantes irregulares, praticantes regulares, católicos observantes e católicos militantes. Esta última expressão... enfim.


Deixo aqui uma sugestão para os senhores da Católica, para um futuro inquérito. Incluam, por favor, mais esta categoria, a seguir à dos católicos militantes - em latim, já agora: católicos-só-eu-é-que-sou-católico-e-o-resto-está-tudo-perdido.

3 comentários:

HD disse...

Ainda não aparecem os dados sobre as classes etárias deste estudo, que creio seriam bem mais elucidativos sobre o “estado da nação”….
HDias

Anónimo disse...

Mais importante dos que os números, seriam os conteúdos.
Há muito que observo maior preocupação
por encher as igrejas em vez de as enriquecer.
Mais fazer ver do que sentir.
Mais palavras que ações.
O cristão vê-se no seu comportamento diário
e não se mede pelas vezes que vai à missa.
O sentido de obrigação e sentido moral exacerbado afasta.
Cristo acolhe,
mas parece que há sempre quem, pelos seus atos, afaste.
Já agora, por conta de alguns,
esta categoria devia mesmo ser incluída:
"católicos-só-eu-é-que-sou-católico-e-o-resto-está-tudo-perdido".

Obrigado pelo excelente conteúdo do blog.

maria disse...

Jorge, hoje já dei umas boas gargalhadas por causa das suas inovações:
"católicos-só-eu-é-que-sou-católico-e-o-resto-está-tudo-perdido". Do melhor!!!

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...