terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

A propósito do dia dos namorados, uma reflexão do Cardeal Martini


Estou convencido de que quem governa a Igreja pode mostrar um caminho melhor do que aquele que conseguiu mostrar a encíclica Humanae vitae. A Igreja recuperará assim a credibilidade e a competência. (…) Provavelmente, o Papa não retirará do mapa a encíclica, Mas pode redigir uma nova e até ir mais longe. O desejo de que o magistério diga qualquer coisa de positivo sobre a sexualidade, justifica-se. Noutros tempos, talvez tenha havido demasiados pronunciamentos oficiais da Igreja relativamente ao sexto mandamento, Algumas vezes teria sido melhor que tivesse ficado calada.

Cardeal Carlo Maria Martini, Colóquios nocturnos em Jerusalém, pág. 132 (ed. Gráfica de Coimbra 2)

Depois de ler a primeira encíclica de Bento XVI, "Deus caritas est / Deus é amor", que julgo ser o primeiro documento papal a falar de modo positivo do amor eros, pensei que a revogação-na-continuidade da Humanae vitae estava para acontecer. Depois veio a encíclica sobre a esperança. Mas é melhor não esperar por tal.

6 comentários:

Anónimo disse...

Ainda veremos esta gente toda, que casa os outros mas não se casa, a ter o direito humano de se casar.

Anónimo disse...

20:32
Ainda veremos muita coisa acontecer vinda de uma igreja que tem os inimigos dentro do seu seio.

HD disse...

A Igreja até pode ter inimigos dentro dela, que disfarçam e enganam bem…
Mas nunca conseguem enganar Deus, que arranja sempre maneira de levar a sua avante, para gaudio dos construtores do Reino.
Felizmente, que assim é!
HDias

Maria de Fátima disse...

Boa HDias!
Estou consigo.

Anónimo disse...

É um regalo ver estas reacções ao post...

João "o discípulo amado" Silveira disse...

Teologia do Corpo, alguém conhece? Isto é especialmente para os velhos do restelo (do costume): http://www.youtube.com/watch?v=3sl5rzvuLXw

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...