quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

A sociedade secreta do Opus Dei pela enésima vez

A "Focus" de hoje fala de sociedades secretas. E entende por sociedade secretas, como diz na capa, Maçonaria e Opus Dei.


Quanto ao Opus Dei, que não é nenhuma sociedade secreta (onde fica o sítio Internet da maçonaria? O do Opus Dei é aqui), a abordagem não está isenta de erros e preconceitos. O jornalista está sempre a dizer que o Opus Dei é uma sociedade secreta e quando escreve que "mas a Focus sabe que..." é quase certo que se segue asneira. No final, a lista de pessoas influentes é uma desilusão.


Já se o fundador do PNR pertence ao Opus Dei, o facto não abona nada a favor da prelatura. De qualquer maneira, tendo em conta a expressão eleitoral do PNR, o Opus Dei de pouco lhe serve para conquistar o poder... 




5 comentários:

Anónimo disse...

Então lá vai uma sugestão!

Não será antes "a" opus dei?

Sendo que "opus" significa "obra" em latim...

Jorge Pires Ferreira disse...

É uma boa questão e hesito sobre o género de "Opus" sempre que escrevo.

Quer dizer obra, mas não sei se é do género feminino em latim. Opus,i parece do género masculino. Mas não tenho aqui o meu dicionário de latim para confirmar.

Por outro lado - e por isso é que escrevo "o Opus Dei" - leio no sítio oficial:

"O Opus Dei é uma instituição da Igreja Católica, fundada por São Josemaria Escrivá de Balaguer".

Se eles dizem "o Opus Dei" já não tenho mais dúvidas.

João "o discípulo amado" Silveira disse...

Opus é uma palavra neutra. A enunciação é opus/operis, da terceira declinação.

Já em tempos tivesse essa dúvida porque é uma "prelatura pessoal", por isso talvez fizesse sentido dizer "a opus Dei". Mandei mail para lá e explicaram-me que a maioria dos neutros traduzem-se por masculino em português.

Jorge Pires Ferreira disse...

Caro João, obrigado pelo eslarecimento sobre opus/operi.

Anónimo disse...

:)
Esclarecido!
Muito obrigado.

Direi então "o" opus

Se é de Deus...
Ele é que sabe!

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...