segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Editora Verbo e a Igreja portuguesa

A importância da Verbo, quer se goste quer não se goste do estilo, nunca poderá ser menorizada. Dizia um padre, no tempo de maior pujança da editora, que os grandes órgãos de comunicação da Igreja eram a Universidade Católica, a Rádio Renascença e a Verbo, com a particularidade de a Verbo não pertencer à Igreja. E, de facto, em tempos de sanha revolucionária, de PREC e de purgas, a Verbo funcionou como única hipótese de direito ao contraditório dos vencidos.

Lido aqui.

Sem comentários:

Frederico Lourenço agora já gosta de São Paulo

Frederico Lourenço lança o segundo volume da sua tradução da Bíblia. "Agora o texto de Paulo é aquele a que mais volto. É um texto fa...