terça-feira, 20 de maio de 2014

O burrito de D. Eurico

Morreu ontem D. Eurico Dias Nogueira, arcebispo de Braga até 1999. Assim de repente, dele, há um episódio que é imperial não lembrar. Pelo menos faz todo o sentido. Mas recordo-me do orgulho com que nas aulas de Religião e Moral, era eu adolescente, D. Manuel de Almeida Trindade (sim, o bispo dava aulas no Seminário de Aveiro) falava do jovenzinho que, dos confins da diocese de Coimbra, atravessava os montes num burrito ou cavalo que fosse para ir para o seminário. "E é hoje o arcebispo de Braga!", assim acabava a história.

19 comentários:

Anónimo disse...

Quantos “jovenzinho”(s) daqueles dias em que o pé nu sentia a aspereza dos pedras do caminho se poderiam dar ao luxo de possuir um burro e muito mais um cavalo!

Anónimo disse...

Meu caro quase todos!
Naquele tempo os burros (quadrúpedes) abundavam e até a família mais humilde os possuía, sendo a sua população quase de igual número da população humana.
Assim era a província antigamente… hoje tudo se alterou e uns burros estão em vias de extinção, outros migraram para as cidades…

Anónimo disse...

De facto a probeza afligia sobretudo nos casos em q o pão faltava na mesa, infelizmente o progresso material não veio acompanhado de outras 'coisas' e hoje a pobreza espiritual, o abandono a solidão e o ódio não são menores antes pelo contrário. A sociedade promove o estilo do predador e do egocêntrico q todos sabem não levar a nada mas isso o q interessa? Desde q me satisfaça no imediato? Está a sociedade a construir mais uma torre de Babel q acAba sempre por desabar, como acabarão por desabar todas as culturas suicidas q promovem esta cultura q estão muito em' voga até entre muitos q se apresentam como católicos. Ora não é preciso ter 2 dedos de testa para perceber isto e tb é fácil verificar q muitos lobos ' católicos' aprenderam a fazer a voz da avozinha, só me espanto como tantos bem intencionados embarcam nesta cantiga.....
Jacome

Anónimo disse...

5:22 da manhã, mesmo abundando, os lares mais humildes, (sabe Deus à custa de quantos sacrifícios), jamais poderiam dar-se ao luxo de dispensar durante um dia ou mais, para levar o “menino” ao seminário! Na maior parte dos casos, esse animal, mais nobre que muitos humanos, servia como ferramenta essencial de trabalho nos campos, ou de transporte de carga donde provinha depois o sustento dessa gente humilde! Já agora, tivessem eles migrado para as cidades como diz, talvez as sociedades fossem mais tolerantes, humildes e simples como os burros! Interessante constatar como Jesus escolhe um burro e não um cavalo garboso e cheio de vaidades para chegar a Jerusalém!

Anónimo disse...

.. ainda sobre os burros!

Um jumento…! Tantas vezes me questiona esta escolha de Jesus…! Poderia ter sido um cavalo de raça, sei lá, um puro-sangue árabe, mas logo um burrico! E o paradoxo da história é que Senhor continua a precisar que o levem como aquele jumento por essas calçadas da vida…

Precisa de alguém que seja humilde como um burrico…
Precisa de alguém que seja obediente e também casmurro como um burrico…
Precisa de alguém que seja o menos considerado na raça dos bons…
Precisa de alguém que queira levar cargas…
Precisa de alguém que não é de ninguém e é de todos…
Precisa de alguém que se contenta com a palha ao invés de verdes prados…
Precisa de alguém que todos consideram um burro…

Precisa de alguém que caminha sem dar nas vistas, para que todos vejam o Senhor que ele carrega nos ombros da alma, a todas as Jerusalém’s do mundo, todos esses lares que estão dispostos a recebê-Lo e a fazer festa com Ele!

Anónimo disse...

Vós precisais todos é de ouvir este papa. Só línguas...

Anónimo disse...

11:43 da manhã, se o Papa tosse o caro tosse, se ri também ri, se diz uma piada o sr. também diz outra piada! Um pouco de equilíbrio pf. Francisco antes de ser Papa é um ser humano como qualquer um de nós, e pelo que vou percebendo da sua postura, está mais interessado em que escutemos o nosso coração do que a segui-lo cegamente ou outro ser humano qualquer! È claro que é importante escutar o que o Papa diz e meditar nisso, mas mais importante é sermos capazes de construir Igreja com Francisco sem nos tornarmos mais papistas do que o Papa! Não gosto dele, dirá o caro! Safa, o homem é um milagre vivo, muito grato estou a Deus pela graça que nos ofertou neste maravilhoso ser humano! Que nunca lhe falte a força e a coragem necessárias!

Anónimo disse...

também dou graças a Deus por este Papa e por esta Igreja e pelos homens q a servem e se entregam. Não tenho q acrescentar q lamento muitos acontecimentos na Igreja, pois já por aqui anda quem faça essa despesa, mas não mais q aqueles a que assisto em todas as demais organizações e porque não em todos os individuos a começar por mim. apenas desejo que as mentes progressistas se amam a Igreja - pois ela é do Senhor - quando lhe querem 'bater' o façam com amor e pelo seu bem e não como mero exercicio de destruição.
Jacome

Anónimo disse...

Onde está a Sande Lemos? «Senior figure in We are Church movement is excommunicated»... mas estou certo que aquele que foi à televisão falar de florzinhas em representação do Nós Somos Igreja virá a correr dizer que celebrar missas em padres deve ser possível e um direito de qualquer cristão... 3,2,1...

Jorge Pires Ferreira disse...

Caro anónimo das 6:21,

deveria pôr o seu recado noutro sítio. Aqui, muito provavelmente, a Sr.ª Sande Lemos não o lerá.

Anónimo disse...

A chefe da Sande Lemos já foi de vela. Qualquer dia são os dois catequistas do DN e do Público. O mais cómico é tudo isto acontecer no pontificado do Papa que ia revolucionar a Igreja.
LOOOOOL

Anónimo disse...

Estou mesmo a imaginar o Papa Francisco a dar uma escapadinha da casa de Santa Marta para ir ao quiosque comprar o Público e o DN! Isto só visto, nem caricato se pode catalogar tal arremate incendiário da figura que aqui deu uma risadinha diabólica, tal é a cegueira do ódio devoto reforçado em promessas benzidas nas escadarias que dão para o monte dos lamentos destas almas penadas que vagueiam por este blog! Água benta caro Jorge, muita água benta que ele anda à solta e está braco com os cronistas irmãos!

Anónimo disse...

bravo...

Anónimo disse...



A austríaca foi de vela. Dói, não dói?

Anónimo disse...

4:01 da tarde, dói tanto como a outra revogação da excomunhão de quatro bispos lefebvristas, dos quais um é negacionista! É que meu caro, não há buscopan moral que disfarce a dor de quem sente e sabe-se envergonhado do silêncio e do riso de Deus pelas zangas e brigas dos filhos convencidos que são capazes de impedir a relação paterna divina! Enfim, também eu tento não rir-me da pobreza humana! Que posso eu dizer-lhe meu caro, uns escolhem ir apanhar bolotas, outros, nem comem nem aceitam porque são os vendedores das bolotas! Por fim, restam sempre alguns que não conseguem dar a cara, esses, são os que comem as bolotas (antigamente era feito às escondidas, hoje é tudo às claras!), dentro da própria casa do Pai! E olhe que nem é preciso patrocinadores!

Anónimo disse...

.. e o pior é que os apreciadores de bolotas já estão a tentar arranjar um bode expiatório para justificar a gamela suja das suas almas, não descansam enquanto não fizerem a folha à pobre da Francesca, a relações públicas do Vaticano! Adivinhem quem a convidou para esse cargo! O resto do filme está à vista, e olhem que não fica nada a dever em ao outro folhetim dos Bórgias! Esperemos pelos próximos episódios então!

Anónimo disse...



Bolas, este homem das bolotas é uma cabeça confusa. Não sei se me apetece bolotas, mas para si vou mandar vir palha...

Anónimo disse...

9:15 da tarde, nunca me sento à mesa sem convidar os presentes! Faça o favor então!

Anónimo disse...

Aqui sõ se ladra e a Igreja lá faz o seu caminho com coisas boas e más (infelizmente). Biba o Papa Chico... e o Bento também

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...