sexta-feira, 7 de março de 2014

Rufam os tambores para o primeiro aniversário do pontificado franciscano


11 comentários:

Anónimo disse...

A tribo intelectual da catolicidade mais rendilhada inquieta pelos últimos desenvolvimentos que chegam até à Travessa Palma canalizados pelos sussurros dos ecos do novo Povorelo que assentou arraiais na Casa de Santa Marta rendeu-se aos novos ventos que sopram de Roma! Será mesmo! Se for verdade é razão de sobra para rufarem os tambores saltérios a harpa e todos os címbalos sonoros com toda a força porque os filhos pródigos já batem à porta!

Anónimo disse...

queria antes dizer:

... porque os “irmãos maiores” dos filhos pródigos decidiram finalmente participar também na festa dada pelo Pai que acolhe a todos! Que toquem então com força os tambores !

Euro2cent disse...

Pois, como dizia o camarada Pergolesi, ou um colega:

Pifferi, cimbali, timpani
Svegliate mi Ninetta
Acciò non dorma più!

( http://www.youtube.com/watch?v=7KM0jtb39fo não é das piores, mas quase todos parecem que tomaram pastilhas para dormir.)

Anónimo disse...

E outros armados em julgadores... Deixem-se de bitaites e tenham uma boa quaresma. Salvé Mulheres.

Anónimo disse...

E outros armados em julgadores... Deixem-se de bitaites e tenham uma boa quaresma. Salvé Mulheres.

Anónimo disse...

11:01 da manha as “cinzas” que teimamos em recordar apenas uma vez ao ano resultam sempre de algo que “queimamos” em nós e esse gesto acontece em qualquer momento e em qualquer lugar não está dependente de timings mais espirituais ou menos espirituais porque a vida em Cristo não tem pausas para os chás espirituais dominicais organizados pelos calendários litúrgicos humanos o tempo de Deus apenas depende da sua Graça! Boa Quaresma também para si e todos um tempo que pode abrir espaço ao despertar de todos os filhos pródigos e dos seus irmãos maiores que são parte real de cada um de nós sem excepções!

Anónimo disse...

Domingo é sempre domingo. Pode dar as voltas que quiser... Biba o JC.

Anónimo disse...

Os parvalhões que até há um ano diziam X, agora que Francisco começou a dizer não-X, começaram todos a dizer não-X (para ganharem notoriedade e algum dinheiro). Parvalhões.

Anónimo disse...

1:54 da tarde – fez-me recordar os episódios naquela praça de S. Pedro quando muitos torceram o nariz e empalidecerem aquando da eleição do Papa Francisco! Hoje são precisamente muitos desses os principais impulsionadores destes encontros cheios de loas inscritas em programas conferências e outros encontros inscritos a letras garrafais em cartazes com nomes sonantes da praça das intelectualidades católicas (alguns habitués bem conhecidos discípulos fiéis de Escrivá de Balaguer!) enquanto os seus corações ainda não acolheram ou recusam-se a acolher interiormente esta escolha do Espírito Santo!

Anónimo disse...

Não disse? O mesmo se passa com Dom José Policarpo: era ver o Tolentino dizer que a Igreja em Portugal passava pelo deserto devido a ele e agora diz isto:

http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?id=99502

Parvalhão execrável!

Anónimo disse...

Parvalhão execrável é quem ajudou a dar à luz a sua vida melhor teria sido se acontecese um erro médico nessa hora! Essa língua fede a veneno! Faça um esforço e retenha o vómito antes de o regorgitar! Não há paxorra para tanta maldade!

Semana dos Seminários

Parece que se dizem agnósticos (ou o mais conhecido deles). Mas a simbologia católica (sim, mais católica do que simplesmente protestante ou...