quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Igreja não é uma coisa só minha!

Eu não sou mais que um momento de uma vida imensa - a da Igreja - que se personaliza em mim, mas que me envolve e me ultrapassa, me precedeu e sobreviverá depois de mim. Não é uma coisa só minha!

Yves Congar, 1967


E muito penso no papel de cada um, da leiga ao leigo, passando pelos ordenados e focando muito em concreto num bispo.

7 comentários:

Anónimo disse...

É como disse: António, sim; mas não Couto. É o cromo que um dia disse que a melhor forma de promover as vocações era fazer penitência. A diocese do Porto tem motivos para estar preocupada, mas muito menos do que quando teve à sua frente o Clemente.

Anónimo disse...

E se começássemos a referir-nos aos leigos como ' cristãos comuns' ?!

Jorge Pires Ferreira disse...

E quem vem para Aveiro? D. João Lavrador? D. Nuno Brás? D. Pio Alves?
Como já ouvi em relação a alguns destes, "Isso. Levem-no daqui". Fico triste com estes processos. Onde está a auscultação do povo de Deus? Onde está a transparência?

Aveiro vai estar nove meses sem bispo?

Anónimo disse...

Há duas coisas que se podem dizer em relação ao futuro Bispo de Aveiro e que são absolutamente certas: é menino e já está baptizado :)

João Alves disse...

Que venha o diabo e escolha :)

João Alves

Anónimo disse...

Labrador... Ou o Brás...

Anónimo disse...

Fiquem com o cordeiro. Nós agradecemos

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...