quinta-feira, 18 de julho de 2013

Memória perigosa

O Messias aponta-nos a grande missão de compaixão pela humanidade. Se percebêssemos isso como cristãos, hoje, essa seria a nossa memória perigosa.

Johann Baptist Metz em entrevista a António Marujo (24 de dezembro de 2006) in "Deus vem a Público"

Sem comentários:

O casamento no tempo de Jesus e no nosso

Isto não é para justificar o laxismo no casamento católico. É para questionar a continuidade do casamento cristão em relação ao casamento n...