sexta-feira, 28 de junho de 2013

O acontecimento

Na história só há um acontecimento: a Encarnação.

Teilhard de Chardin

11 comentários:

Peter disse...

È interessante como até aqui, a relação entre Deus e os homens se faz “interdependente”, e é precisamente naquilo que há de mais frágil em nós, a nossa humanidade, que Ele escolhe para “recuperar” a Salvação! Ainda estou por entender porque resistimos tanto a assumir totalmente a nossa humanidade na caminhada espiritual, se é precisamente por esse caminho que Cristo escolheu para ir ao encontro do homem…!

Anónimo disse...

O Peter às vezes diz coisas interessantes....

Anónimo disse...

Pois é... só é pena que em 99% dos casos só diga m€rd@...

Peter disse...

Anónimo (11:49) a boca fala daquilo que o coração carrega e expele para fora desse alimento envenenado de maldades que lhe sustenta a sua vida carregada de fel... Pois fale sim e não se cale até conseguir despejar esse tanque existencial a transbordar de águas fétidas poluídas há muito pela sua indigência e pobreza humana...

Peter disse...

Já agora, para quem anda distraído por aqui, eis aqui um espécimen perfeito (11:49) de muitos ditos cristãos que não conseguem despir a sua covardia do anonimato para dar a cara e enfrentar como gente de fibra e espinha dorsal os que pensam diferente… Infelizmente eles abundam por esses aquários religiosos onde alguém lhes vai doseando em medidas calibradas pelas moralidades fora de prazo esses oxigénios doutrinais e algumas farinhas teológicas que lhes vão mantendo o estertor espiritual nessas dimensões do tamanho da sua pequenez moral e ética onde ainda vão conseguindo nadar ao estilo de zombies à tona dessa água parada dos aquários das religiões onde definha as suas almas! Confesso que tenho cada vez mais dificuldade ou vontade de perder algum tempo a dialogar com tal espécie, só pela misericórdia divina vou conseguindo!

Anónimo disse...

Pois é Peter, e a ignorância das suas palavras revelam o que vai na sua inteligência. E já agora Peter: insurge-se contra o anonimato duns, mas o uso de "Peter" é o quê? Peixe-palhaço que anda, qual cérebro-zombi, pela aridez poeirenta e bafiosa da "lectio divina" é o que você é!

Anónimo disse...

Peter: eixe-me que lhe diga isto mesmo que o autor deste blog me apague este comentário: vá para o c@r@lh0. Istonão é um insulto, é um cumprimento com um acento-tónico no fim.

Peter disse...

Os medos e a pobreza humana... como ajudar esta gente a sair dessas sombras? Será que com mais insultos? Não, não lhes farei tal vontade, resta-me apenas pedir a Deus que lhes abra a mente e o coração tão cheio de fel e angústias. O que se passará num coração assim para cair-se tão baixo...?!!!

Quanto ao anonimato e ao nick Peter, pelo menos os meus comentários levam uma assinatura, todos eles podem e identificam uma origem e dão oportunidade de verificar quem os escreve... agora aqueles que nem espinha deixam à vista o que chamar-lhes... acho que nem seres anónimos serão... são apenas pobre gente e muita enferma pelos vistos...

Do comentador final, (11:30 PM) muito gostaria eu de lhe ver o rosto verdadeiro e a força da sua ironia…. quye coragem tão sublime... mas Deus verá. e conhece-o bem….. disso estou seguro…! Não pensava acertar assim tão eficazmente no reflexo desse aquário onde se move… bastou agitar um pouco as águas turvas para a lama vir à tona assim tão rapidamente… assim vai muito do nosso cristianismo católico... tão cheio destes episódios infelizmente! E estes lugares que poderia ser pontes tornam-se nas suas mãos poços sem fundo de agonias e medos humanos a disparar o seu fel e agonias em todas as direcções!

Maria de Fátima disse...

"Prefiro a misericórdia ao sacrifício."
A misericórdia custa muito mais, muitas vezes.

Anónimo disse...

Devia haver por aqui um adulto para educar estas criaturas! Não exite razão para a má educação, nem este é o local para trocar insultos! haja paciencia!
Jorje não sei se será possivel, mas devia "pensar" num sistema que acabe com o "anonimatio" talvez assim se evitem certos comentários! obrigado

Paulo Pinto

Anónimo disse...

Pedindo desculpa pelo português (trabalhando pela noite dentro), (antes que chovam insultos, lol) aqui fica o texto corrigido...

Devia haver por aqui um adulto para educar estas criaturas! Não existe razão para a má educação, nem este é o local para trocar insultos! Haja paciência!
Jorge não sei se será possível, mas devia "pensar" num sistema que acabe com o "anonimato" talvez assim se evitem certos comentários! Obrigado

Paulo Pinto

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...