sábado, 11 de maio de 2013

Mulheres de tallit


As mulheres podem finalmente rezar no muro das lamentações usando o xaile ("tallit") que até agora era exclusivo dos homens.

Os  judeus ultra-ortodoxos, homens, opuseram-se e, com eles, muitas mulheres. Por lá, aquela espécie de véu significa conquista. Por cá, na Igreja católica, continuam a insistir que a mulher não pode destapar a cabeça para receber a imposição das mãos da ordenação.

4 comentários:

Anónimo disse...

Agora só falta ver mulheres poderem entrar junto dos homens na grande mesquita em Meca. Esperemos sentados.

Jorge Pires Ferreira disse...

Não falta só isso. Mas também isso. Que razão metafísica há para tal não ser possível? Há uma, pois. O preconceito. Tem razão, é melhor esperar sentado.

Anónimo disse...

Metafísica? Simples: Maomé disse que, segundo Alá, a mulher é, a nível intelectual e religioso, metade do que um homem. Mais: que há três coisas que, a serem vistas por um homem, invalidam a oração: um burro, um cão preto e uma mulher.

Jorge Pires Ferreira disse...

Se Maomé o diz, é porque é verdade. Só pode. Mas continuamos com a razão pouco metafísica do preconceito. E não deixa de ser preconceito só porque Maomé o diz. Mesmo que esteja escrito que é por vontade de Deus.

Semana dos Seminários

Parece que se dizem agnósticos (ou o mais conhecido deles). Mas a simbologia católica (sim, mais católica do que simplesmente protestante ou...