sexta-feira, 3 de maio de 2013

"Esperemos que não caia no banho, nem tome café adulterado"



Eric Frattini, que o “Público” de hoje diz ser espanhol (ele, no site pessoal, não diz de onde é, mas a Wikipédia diz que é peruano), dá uma entrevista com imensas tiradas sobre o Vaticano. A entrevista só fala disso. Umas acertadas, outras mirabolantes, ainda que com algum fundo de verdade. Deixo aqui as tiradas que me parecem mirabolantes (a não ser que um caso dê para montar uma teoria) e as que me parecem com mais interesse.

As mirabolantes:

Para o Vaticano, tudo o que não é sagrado é secreto. 
 [Os serviços secretos do Vaticano] são os mais antigos e os que têm a maior rede de informadores. 
 [Eles, o Vaticano,] vendem armas a ditadores, têm sociedades financeiras em paraísos fiscais. 
 “Tu apoias-me se eu te apoiar para secretário de Estado?” As congregações [pré-conclave] são isso. 
 Quando ele [Papa Francisco] disse que vinha do fim do mundo não estava a falar da Argentina, estava a dizer que vinha de muito longe da Cúria. 
 Esperemos que não caia no banho, nem tome café adulterado.


As que me fazem pensar.

Se ele suspender o banco, afastar toda a cúpula de Sodano ou de Bertone... aí sim, vou acreditar. Este Papa é diferente, usa os seus sapatos velhos, recusa carros blindados, vai pagar a conta do alojamento ao centro de Roma. Mas também é chefe do Estado do Vaticano, o que é que ele pode fazer? 
 Eu sou um anti-Ratzinger, mas sou um apoiante de Bento XVI, penso que ficará na História como um revolucionário. Falhou, porque os acontecimentos o ultrapassaram ou porque a pressão da imprensa com os casos de pedofilia foi demasiada. João Paulo II encobriu tudo, o campesino polaco, como eu lhe chamava, todos recordamos a bênção que deu a Marcial Maciel [acusado de inúmeros crimes de pedofilia]. Claro, é fundador dos Legionários de Cristo, que têm poder e muito dinheiro. João Paulo II pensou "o que é que me importa mais, o dinheiro que me dão os Legionários ou as 5000 crianças violadas por padres?". Teve de vir Ratzinger para condenar e afastar Maciel.
E para quem quiser ler tudo: 




10 comentários:

Anónimo disse...


O que esta criatura dz sobre João Paulo II também me faz pensar.

Faz-me pensar assim: como é que este atrasado mental pode ser tão filho da puta?

Rui Jardim

Anónimo disse...

diz

Anónimo disse...

Sr. Rui Jardim,

Compreende-se a sua exasperação face à calúnia, mas não se exprima nesses termos.

Pode acontecer que o comentário seja eliminado por causa de uma palavra, quando o sentimento é totalmente legítimo...

Maria João Brás

Peter disse...

“O Padre Maciel acompanhou o Santo Padre nas viagens apostólicas que realizou ao México, em 1979, 1990 e 1993. Durante este período, João Paulo II nomeou o Padre Maciel como membro da Assembleia Ordinária do Sínodo dos bispos sobre a formação dos candidatos ao sacerdócio nas circunstâncias atcuais e também membro da Comissão Interdicasterial para justa distribuição do Clero (1991). Como membro da IV Conferência Geral do Episcopado Latino Americano (1992) e membro do Sínodo dos Bispos sobre a vida consagrada e sua missão na Igreja e no mundo (1993). Posteriormente como consultor permanente da Congregação para o clero (1994) e membro da Assembleia especial para América do Sínodo dos Bispos (1997). Numa viagem ao México, em 1994, o papa classificou Maciel como "um guia eficaz para a juventude" -o que, segundo alguns dos ex-seminaristas, os motivou a fazer denúncias contra o padre.”


De verdade, eu não me atreveria a dizer que aquilo (!!!) que aqui alguém expressou possa ser classificado como “o sentimento é totalmente legítimo...” posso até admitir que houvessem muitas falhas na informação nos corredores do Vaticano, mas não me cabe na cabeça pensar que o Papa desconhecia o tema!!! Será mesmo!!! Fica-me muitas dúvidas, confesso, e acho de uma imprudência sem limites acelerarem tanto o processo da sua canonização! Bom, só Deus saberá da santidade de cada um! A verdade é que Ratzinguer actuou logo ao ser eleito papa! E porque não o fez antes! faz-me realmente pensr também e muito.. antes sejam só "dúvidas" porque realmente amei e amo muito JPII.

Anónimo disse...

Irra... ó Peter é preciso mandar bitaites sobre tudo? E pelo amor de Deus releia os seus comentários, edite, seja mais claro e sucinto se realmente quer que o leiam!!!!

Porque não faz posts nos seus blog e vem encher as caixas de comentário alheias?

Deixe lá a pobre Maria João, só disse para o Rui ser mais comedido, você é contra isso?

E afinal o Peter não acaba a dizer que amou e ama muito JPII? O Rui também, excedeu-se nas palavras. Só isso.

Ainda há dias o defendi noutro post. Não me faça ficar arrependido...

Luís

Anónimo disse...

Toquei na figura do papa JP II já sabia que aí vinha “molho”… lamento Luis, mas coerência acima de tudo, a minha fidelidade e comunhão com o papa não me obriga a fechar os olhos e a parar de pensar, e não ando aqui a pedir solidariedades nem apoios nem que concordem com o que eu partilho, ou sequer que leiam aquilo que são opiniões livres emitidas num espaço livre.. ou acha que o que disse não corresponde à realidade!

E já agora Luis, pedir e legitimar são palavras distintas…

Peter

Anónimo disse...

Se eu acreditasse q JP II sabia das sacanagens do pérfido Marciel e apenas por causa do $ o promovia nos cargos, o q então pensaria de JPII ? Nem me atevo a dizer. Não acredito de todo nisso . E muito me admiraria que o ' estalajadeiro' desta casa acolhedora, o Jorge, apagasse o comentário do Rui Jardim por chamar 'filho da puta' (não há aqui crianças, pois não ?) a um indivíduo difamador e mentiroso como só pode ser o E. Frattini, e em simultâneo postasse tb aqui o texto do dito Frattini q a meu ver numa linguagem mais 'correta' diz coisas, essas sim graves . Afinal de contas esta estalajem, pelo q tenho visto, está aberta a todos desde que não se passem os limites obviamente, e num desabafo ou mesmo numa afirmação mais assertiva, chamar de vez em quando um palavrão a certos f da p é bem menos grave do q sê-lo efevtivamente..... (por fim, e isto é apenas um desabafo sincero e fraterno, dá-me uma verdadeiro prazer ler no post do Peter a afirmação de amor por JPII, pois imagino q para mim isso é mt fácil e natural, no caso do Peter vem-lhe das entranhas como catolico - dou por isso todo o valor.... são estes os homens q num barco numa tempestade queremos ter ao lado .....
Jacome

Peter disse...

Jacome nem sabe o que sofro com estas questões sobre JP.II, e ainda por cima, ao invés de esclarecerem para libertar as dúvidas, mantêm tudo hermético e inacessível ao olhar do Povo de Deus…! Esquecem que só ficariam a ganhar na questão da canonização e não só se tudo ficasse límpido e claro! Mas mantendo assim o tema, o resultado final a longo prazo será sempre perverso, e toda a gente, sobretudo os jovens a quem ele tanto deu da sua vida e carisma, não são cegos nem incultos! Se eu vivo nessa inquietação e perplexidade o que viverão eles ao tomar conhecimento nestes dias dessas sombras que pairam! Mas sim, ainda assim tudo isto me impede nem impedirá do amor que sempre tive e tenho por ele… não soubera também eu da misericórdia que Deus tem tido por mim… Que Deus o acolha na sua paz!

Saudações…

Peter disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Peter disse...

Mas sim, ainda assim tudo isto não me impede nem impedirá do amor que sempre tive e tenho por ele…

desculpe os erros.

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...