quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Tua

Sou tua, porque me criaste,
Tua, porque me redimiste,
Tua, porque me sustentaste,
Tua, porque me chamaste,
Tua, porque me atendeste,
Tua, porque não me perdi.

Teresa de Ávila (1515-1582)

Sem comentários:

Os legionários, os arautos, os sodalícios, os malteses, os imaculados... todos diferentes, todos muito iguais nos lados obscuros, nas trapal...