quinta-feira, 15 de novembro de 2012

O mal

O mal, a meu ver, é em grande parte acreditar orgulhosamente que nos bastamos a nós mesmos. É o sentimento da própria suficiência e o desprezo pelo outro levado até ao absurdo. Escândalo da vida ridicularizada, do esbanjamento, da indiferença para com os velhos e os pobres, os famintos, os sem-trabalho, os excluídos de todo o tipo... Tudo isto é responsabilidade e problema nosso, e não de Deus.

Abbé Pierre, 1995

Sem comentários:

Uma questão de visão, talvez

D. Carlos Azevedo diz que a nomeação de D. António Marto para cardeal tem mais a ver com a visão dele (do nomeado) da Igreja do que com a li...