quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Igualitarismo versus Honestidade

O igualitarismo abstrato de que se pode falar, como se uma reivindicação dos pobres, eles sabem que é uma farsa. Os que sofrem reclamam, sim, a honestidade.

Abbé Pierre, 1970

3 comentários:

Anónimo disse...

Boa tarde, Jorge. Que lhe pareceu a afirmação do dirigente "republicano" dos USA que disse que o fruto de uma violação é uma vida querida por Deus? Será que o problema é uma falta de sensibilidade? Ou tal problema vem do uso do "querer"? Pus-me a pensar e não concebo como é que Deus, uma vez havendo uma vida humana, não há-de querer tal vida. Creio que o determinante é o que está em negrito. Que lhe parece? Estou assim tão errado?

Fernando d'Costa

Jorge Pires Ferreira disse...

A aborto é um alçapão que por vezes engole os mais prudentes. Quem está absolutamente contra o aborto provocado (o "abortamento", como alguns dizem), é tomado por insensível - será o caso do republicano. Quem é compreensível e até misericordioso para com a mulher (também o homem?) que o comete passa por assassino.

Não li as afirmações recentes do republicano (não é reincidente?), mas o fruto de uma violação, de um descuido, de uma tolice, de... se é vida humana, merece todo o respeito e carinho desde a primeira hora. Por outro lado, não consigo pôr-me na cabeça (e no corpo) de uma mulher violada. Não sei como reagiria se passasse por tal situação.

Anónimo disse...

Bom dia Jorge. É certo o que diz. Não se julgando nenhuma mulher (coisa que creio que nem Deus faz), não creio que Deus deixe de querer uma vida fruto de violação.

Fernando d'Costa

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...