terça-feira, 10 de abril de 2012

Humor papal ou da vantagem de ter cabelos brancos na cabeça

Bento XIV

Um dia, manifestando algum incómodo pela situação, um bispo peguntou a Bento XIV (Papa de 1740 a 1758):
- Como se explica que eu tenha a barba branca enquanto o cabelo da cabeça continua negro?
O Papa respondeu-lhe:
- É muito simples. Trabalhaste mais com as mandíbulas do que com o cérebro.

6 comentários:

João "o discípulo amado" Silveira disse...

:)

Anónimo disse...

Boa noite, Jorge. Há imenso tempo que não andava pelo seu blogue. Voltei e dou com esta belíssima (como diria o Padre Tolentino) imagem de Bento XIV. Ai, o camauro... Deixo uma pergunta para os cultíssimos leitores de "A Tribo de Jacob" :
Quem foi, quem foi o escritor português que escreveu uma reputadíssima peça de teatro (no seu tempo) ambientada no Vaticano sob o pontificado de Bento XIV ?
Ofereço não sei bem o quê a quem acertar na resposta. O desafio inclui o sapiente João Amado de Jesus Silveira, a beata Isilda Pegado, o Padre Nunes Serra Pereira, o Cónego Seabra e todas as demais pessoas de bem que frequentam habitualmente estas paragens.

Boa noite, Jorge. Tenho-o na conta de um homem e sei que não vai apagar este comentário.

João "o discípulo amado" Silveira disse...

Terá sido Júlio Dantas?

Jorge Pires Ferreira disse...

Penso que o João acertou, com "A Ceia dos Cardeais", de Júlio Santas. Andei à procura em dramaturgos do séc. XVIII (só conhecia "o judeu", António José da Silva, mas esse foi assassinado pela Inquisição antes do pontificado em questão), mas afinal é do séc. XX.

Pelo que lia aqui, a peça de Dantas passa-se no pontificado de Bento XIV:

http://estrelabinaria.com/2010/09/12/a-ceia-dos-cardeais/

Mas só lá cheguei com a deixa do João Silveira.

João "o discípulo amado" Silveira disse...

Estou cá para ajudar

Anónimo disse...

Acertou, João.

"Estou cá para ajudar" - você, quando quer, é um lindo menino...

É este o meu prémio para si.

E obrigado ao Jorge pela paciência de aturar os comentários.

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...