quarta-feira, 28 de março de 2012

O Bloco de Esquerda recorda-nos o jubileu bíblico (mas mal)

"Na Bíblia há o jubileu: o cancelamento da dívida que acontecia de seis em seis anos. As terras eram restituídas, os servos voltavam às suas casas, ficavam livres".


Mariana Mortágua no "Dinheiro Vivo" de sábado passado (24 de março de 2012).


A dirigente do Bloco de Esquerda recorda-nos um dado bíblico, ainda que me pareça que confunde o ano sabático (de sete em sete, com o descanso das terras de cultivo e, segundo Ex 21, a libertação dos escravos) com o ano jubilar (no final de uma sequência de sete anos sabáticos, ou seja, de 49 em 49 anos), em que se perdoavam as dívidas e eram restituídos os terrenos. Duvida-se é que o ano jubilar tenha sido alguma vez posto em prática. Mas o princípio é lindo. Ver Levítico 25.

Sem comentários:

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...