domingo, 18 de março de 2012

Nouwen: A minha vida é inimaginável sem a palavra

Quando Henri J. M Nouwen foi para L'Arche fez um retiro em que Jean Vanier, o fundador da comunidade de portadores de deficiência e cuidadores, disse que L'Arche estava construída sobre o corpo e não sobre a palavra, o que implicou uma mudança de perspetiva na vida ou pelo menos no modo de pensar de Nouwen.


Por isso, escreveu no diário desses dias (20 de março de 1986):
A minha vida é inimaginável sem a palavra. Um dia bom é um dia com uma boa conversa, uma boa conferência proferida ou escutada, a leitura dum bom livro ou um bom artigo para escrever. A maioria das minhas alegrias e tristezas estão ligadas à palavra.
Como o compreendo.

Sem comentários:

Lucas 15, a esquerda e a direita

Tem piada o artigo de Inês Teotónio Pereira, "A esquerda que queremos ser", no DN de ontem. "Somos [os da direita] aquele i...