domingo, 11 de março de 2012

Mil vezes

Com todos os perigos que há no facto de alguém ser homem ou mulher de um livro só, mais vale ler um livro mil vezes do que ler mil livros uma vez.


Inácio de Loiola dizia-o com outras palavras: "Não é a abundância do saber que sacia o coração, mas saborear as coisas interiormente".

Sem comentários:

Lucas 15, a esquerda e a direita

Tem piada o artigo de Inês Teotónio Pereira, "A esquerda que queremos ser", no DN de ontem. "Somos [os da direita] aquele i...