domingo, 11 de março de 2012

O azorrague de Jesus e outras inspirações

Inspirados. Os itálicos pu-los eu.


Alberto Gonçalves escreve no DN de hoje (tirado daqui):
Deus Todo Poderoso e alguns leitores são testemunhas de que não reverencio por aí além o actual chefe de Governo, mas a afirmação do dr. Seguro, tão violenta quanto vaga, deixou-me a pensar.
Óscar Mascarenhas escreveu no DN de ontem (o seguimento de uma notícia sobre a publicidade de uma empresa portuguesa no brasil, potencialmente de conteúdo racista; ler tudo aqui):
Bom serviço ao leitor. Todos poderiam regressar à tranquilidade do seu quotidiano, sem sobressaltos, não se desse o caso de, sem querer saber das opiniões dos especialistas, já uma centena de comentários entupia a caixa online, a maior parte com vómitos de boçalidade racista e xenófoba, num desfile latrineiro de mediocridade e de incitamentos vesgos de ódio, que nenhuma pedagogia pode moderar melhor do que o azorrague que Jesus usou no templo sobre os vendilhões: desapareçam daqui!

Sem comentários:

Lucas 15, a esquerda e a direita

Tem piada o artigo de Inês Teotónio Pereira, "A esquerda que queremos ser", no DN de ontem. "Somos [os da direita] aquele i...