sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Uma maneira bem determinada de ver e entender a minha vida

Para mim, a fé é uma maneira bem determinada de ver e entender a minha vida. Quando alguém me diz que não consegue crer, que está muito distante da fé, que ela não lhe diz nada, eu não tento transmitir-lhe nem explicar-lhe as verdades da fé. Em vez disso pergunto: Como vê a sua vida? Como vê o mundo? E então eu mostro que ele tem uma bem determinada interpretação da vida e do mundo.


Anselm Grun, Dimensões da fé, Vozes, p. 33

2 comentários:

Paulo disse...

Uma noticia que deveria tomar conhecimento:
http://www.auniao.com/noticias/ver.php?id=27130

Jorge Pires Ferreira disse...

Obrigado, Paulo. Já fiz uma nota sobre o assunto. E obrigado pelo belíssimo catálogo que me enviou há dias. Também a ele me referirei em breve. Abraço. JPF

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...