quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Humor com barrete vermelho



Desinibido e simples, o cardeal Timothy Dolan (arcebispo de Nova Iorque), a estrela ascendente do universo púrpura, teve, a seguir ao consistório, outro gesto genuíno: apresentar ao Papa a sua mãe, de 84 anos. “Santo Padre, esta é a minha mãe”. E com o seu habitual sentido de humor, o purpurado acrescentou: “Podia fazer dela a primeira dama do Consistório”.

Bento XVI [também tem 84 anos], sorridente e afável, apanhou as mãos da senhora Shirley e disse-lhe: “É muito jovem para ser a mãe de um cardeal”. Ao que a mãe do cardeal respondeu: “Santo Padre, essa declaração é infalível?”

Dolan, de 62 anos, é um dos escassos príncipes da Igreja suficientemente jovem para ter a alegria de conservar com viva a sua mãe.

Traduzi daqui.

1 comentário:

João "o discípulo amado" Silveira disse...

Ahah! Já se vê onde o cardeal Dolan foi buscar o bom humor

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...