quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Rilke: Morrer é coisa desconhecida


(continuação)

Para nós, morrer é coisa desconhecida e difícil,
porque não se trata da nossa morte,
mas de algo que, enfim, nos exalta,
em vez daquela que precisou de amadurecer.
Por isso, brame um temporal para nos apagar a todos.

(acabou)

Sem comentários:

Uma questão de visão, talvez

D. Carlos Azevedo diz que a nomeação de D. António Marto para cardeal tem mais a ver com a visão dele (do nomeado) da Igreja do que com a li...