segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Para uma história da interpretação das frases crentes dos ateus e agnósticos


Bento Espinosa

Einstein dizia que “Deus não joga aos dados” e que a “ciência sem religião é manca” e a “religião sem ciência é cega”. Espinosa falava de um amor que os filósofos como ele deviam ter, o “amor intelectual a Deus”. Ambos judeus. Um, cientista, era agnóstico ou talvez mesmo ateu. O outro, filósofo, era intelectualmente panteísta e religiosamente ateu.

Ainda está por escrever a história da interpretação das frases supostamente crentes proferidas por agnósticos e ateus.

Sem comentários:

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...