domingo, 4 de setembro de 2011

Pedro e Paulo



Filipe Froes, pneumologista e intensivista do Hospital Pulido Valente, Lisboa, responde assim à pergunta "Quando quer impressionar, que escritor cita", no inquérito da "Pública":
Nas citações, como no resto, convém nunca esquecer que "o que Pedro diz de Paulo diz mais de Pedro do que de Paulo" (Bíblia).
Pedro e Paulo são, claro, figura bíblicas. Mas a frase citada não aparece na Bíblia. Pedro e Paulo aparecem juntos, mais de raspão do que propriamente juntos, nos Actos dos Apóstolos. Nas Cartas, Paulo refere-se algumas vezes a Pedro, que reconhece como líder dos apóstolos. E Pedro? Fala de Paulo? A Segunda Carta de Pedro (que não é certamente de Pedro), numa passagem raramente citada, mas que é muito  interessante por causa do que pressupõe de discussão e conflito de interpretações e da humildade que implica a procura da sabedoria (contra os que têm sempre à mão a verdade por tudo e por nada), diz-se de Paulo (negrito meu):
(...) Escreveu-vos também o nosso caríssimo irmão Paulo, segundo a sabedoria que lhe foi concedida. E assim fala em todas as Cartas em que trata destes temas; há nelas alguns temas difíceis, que os ignorantes e pouco firmes deturpam - para sua própria perdição (2 Pe 3,16).

Sem comentários:

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...