domingo, 4 de setembro de 2011

Hoje é domingo. Pertença estável neste mundo líquido e mutável

A obrigação da missa do Domingo (...) é vista como um elemento típico do legalismo católico e de uma cultura de controlo que nos está sempre a dizer o que devemos fazer. Não poderíamos, antes, vê-la como um sinal da nossa pertença estável neste mundo líquido e mutável?



Timothy Radcliffe, na pág. 290 de "Ser Cristão para quê?" (ed. Paulinas)

Sem comentários:

Uma questão de visão, talvez

D. Carlos Azevedo diz que a nomeação de D. António Marto para cardeal tem mais a ver com a visão dele (do nomeado) da Igreja do que com a li...