terça-feira, 6 de setembro de 2011

Louvor na provação

Oração de um cristão admirável.

Ó Deus, invoco-te na aurora!
Ajuda-me a orar e a reunir os meus pensamentos;
Sozinho não consigo.
Em mim, tudo é sombrio, mas junto de Ti existe a luz;
Estou só, mas não me abandones;
Não tenho coragem, mas o auxílio está junto de Ti;
Estou ansioso, mas a paz está junto de Ti;
Não compreendo os teus caminhos, mas, por mim,
Tu conheces o caminho certo.
Pai do Céu,
Louvo-te e dou-te graças pelo repouso da noite;
Louvo-te e dou-te graças pelo novo dia;
Louvo-te e dou-te graças por todas as tuas bondades e pela
tua fidelidade
Na minha vida passada.
Fizeste-me muito bem,
Concede-me que agora aceite da tua mão o que me pesa.
Não carregarás um fardo que eu não possa levar,
Mas fazes com que todas as coisas sirvam para o bem dos teus
filhos.
Senhor Jesus Cristo,
Eras pobre e miserável, prisioneiro e abandonado como eu sou.
Conheces toda a miséria humana;
Se algum homem não me ajudar, Tu continuas comigo,
Não te esqueces de mim e procuras-me,
Queres que te reconheça e que me volte para Ti.
Senhor, ouço o teu elogio e sigo-o;
Ajuda-me.











Dietrich Bonhoeffer (1906-1945), pastor e teólogo protestante, morreu enforcado pelos nazis, após participação numa tentativa de assassinar Hitler.

Sem comentários:

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...