segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Viva o consalvismo!



Durante as convulsões napoleónicas, dizem ao cardeal Consalvi, principal conselheiro de Pio VII:
- Eminência, a situação é muito séria. Napoleão quer destruir a Igreja.
O cardeal respondeu:
- Isso nem sequer nós fomos capazes de fazer.


Deste episódio consalvista ficam duas ideias: Não só a Igreja está para durar como quem mais mal lhe pode fazer está dentro dela.


Churchill poderá ter-se inspirado neste episódio para dizer que seus inimigos não estavam na bancada oposta - onde estavam os seus adversários - mas na sua própria bancada.

Sem comentários:

Uma questão de visão, talvez

D. Carlos Azevedo diz que a nomeação de D. António Marto para cardeal tem mais a ver com a visão dele (do nomeado) da Igreja do que com a li...