domingo, 31 de dezembro de 2017

Fim de ano: Tu

Como cantavam os judeus da Europa central, mesmo quando eram perseguidos:

Onde quer que eu vá, Tu,

onde quer que eu me detenha,
Tu, só Tu, ainda Tu, sempre Tu.
Céu, Tu, terra, Tu.
Para onde quer que eu me volte e admire,
só Tu, ainda Tu, sempre Tu.

Sem comentários:

"Custa-me tanto olhar para os padres..."

Penso que em Portugal não temos bem a noção da catástrofe que é a pedofilia, não só para as pessoas que a sofreram, mas também para a Igreja...