quarta-feira, 5 de março de 2014

Qual o livro que mais o marcou, sr. Brecht?


Resposta de Bertolt Brecht à pergunta de uma revista berlinense, no anos 20, sobre "a impressão mais forte" de leitura das suas vidas:
- Você vai rir-se: a Bíblia.
(Lido no livro "Alfabetos", de Claudio Magris)

3 comentários:

Euro2cent disse...

Como disse o camarada Mencken, "a mine of lordly and incomparable poetry" ( http://books.google.pt/books?id=F60762CfNPQC&pg=PA353#v=onepage , o resto da página tem interesse.)

Jorge Pires Ferreira disse...

Obrigado pela expressão de Mencken, autor que desconhecia... Já deu para ver na wikipedia que é muito influente, ateu, e disse do casamento o que muitos pensam sem dizer.

Euro2cent disse...

H.L.Mencken foi um iconoclasta profissional, começou por beber (e traduzir, e tresler) Nietzche a mais, mas é divertido de ler, especialmente na era de paninhos quentes que vivemos. Uma espécie de sucessor dos então desaparecidos Mark Twain e Ambrose Bierce, agora ainda mais esquecido do que eles.

Se quiser uma boa avaliação de Mencken, quando procurei a citação, encontrei também este artigo que me parece justo: http://takimag.com/article/the_irreverent_mr_mencken_jared_taylor/print#axzz2v87IIoMO (Alguns comentários acrescentam pontos, mas parte da malta é ligeiramente à direita do Genghis Khan, como se dizia há uns anos.)

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...