domingo, 15 de dezembro de 2013

A razão do poeta

Disse Deus na entrevista que deu ao P.e Tolentino Mendonça, ontem aqui referida e que pode ser lida aqui na íntegra:

Um poeta escreveu:
«Creio que uma folha de erva não vale menos do que a jornada das estrelas,
E que a formiga não é menos perfeita...
E que o sapo é uma obra-prima para o mais exigente,
E que a vaca ruminando com a cabeça baixa supera qualquer estátua,
E que um rato é milagre suficiente para fazer vacilar milhões de infiéis».
Ele tem razão.

3 comentários:

Anónimo disse...

Ridículo... a auto-promoção de Tolentino é asquerosa.

Jorge Pires Ferreira disse...

O poema citado por Deus é de Tolentino?

Anónimo disse...

Milagre era não surgir aqui ninguém a falar mal! A inveja é tão feia...

Ismael

Semana dos Seminários

Parece que se dizem agnósticos (ou o mais conhecido deles). Mas a simbologia católica (sim, mais católica do que simplesmente protestante ou...