sábado, 28 de dezembro de 2013

Ano da Luz daqui a um ano

2015 será o Ano Internacional da Luz (notícia do "Público"). Bem sei que é uma questão de física, mas agrada-me pensar que, segundo li algures, na origem da palavra "Deus" está a ideia de luz. Ilumina e aquece.

3 comentários:

Anónimo disse...

dei (brilhar) --> diew (céu) --> deiwos (Deus)

Euro2cent disse...

Espera-se a todo o momento a reacção indignada dos partidários da gravidade, "sem a qual tudo andaria no ar", como sublinham gravemente.

Os defensores das ondas acústicas (onde se incluem os jogadores de bilhar) ficaram mudos, se calhar até por falta de ar.

Os infravermelhos, ultravioletas, rádiofrequências e raios-X esperam para ver (ahah, olha que giro) se estão incluídos ou se a coisa é só para radiação electromagnética detectada na retina humana. "Porcos chauvinistas" é a primeira linha que lhes ocorre em caso de exclusão.

O legislador James Clerk Maxwell não quis comentar.

Anónimo disse...

Dixitque Deus: ‘fiat lux!’ et lux facta est.

E os filhos de um deus menor debruçaram-se esperançosos das suas janelas
na expectativa que lhes sobra-se um quinhão desse fogo luzente submetido
aos caprichos das flutuações dos mercados energéticos controlados por um punhado
de crianças ávidas de carregar nas suas cabeças cheias de um nada a tão cobiçada
coroa de louros do nosso Apolo.

Pobres criaturas abraçados a tais tragicomédias narcisistas que teimam em ignorar
que a noite ainda permanece no caminho dos homens. Nem Apolo lhe resitiu.

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...