terça-feira, 29 de outubro de 2013

Deserto


O teólogo norte-americano Adam Kotsko diz que “Zisek ainda não encontrou um interlocutor teológico que possa desafiá-lo de uma maneira produtiva”. E ainda: “Espero que alguém se levante para preencher esse papel, porque é muito raro que um filósofo contemporâneo tenha qualquer interesse na teologia contemporânea”. Pois. Mas quem? Com Milbank, anglicano, a coisa foi mais dois monólogos paralelos do que diálogo. Com o reformado Moltmann? E os teólogos católicos da contemporaneidade? Onde estão eles? Entrevista dom Adam Kotsko aqui.

Sobre Zizek, ainda muito na moda, há algumas coisas por aqui.

1 comentário:

Anónimo disse...

Acho triste que Tolentino Mendonça não assuma esta missão. Ah, pois... já me esquecia do que é Tolentino Mendonça: um saco de ar bafiente envolto num embrulho bonito de palavras.

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...