sexta-feira, 21 de junho de 2013

Funeral católico recusado a homossexual

Notícia do "Correio da Manhã" de hoje.

40 comentários:

Anónimo disse...

Claro. Quando eu sou a medida do que é, ou não, pecado, posso dizer que não pequei, mas não posso impôr essa opinião à Igreja. Mas será assim?

Anónimo disse...

Homossexuais casados não podem ter funeral católico, mas Salazar e Franco (para muitos senão todos, pecadores manifestos porque ditadores) foram enterrados com toda a pompa e circunstância e a hierarquia nem pestanejou. Assim vai o mundo...

Euro2cent disse...

> Quando eu sou a medida

Bingo. Vivemos tempos de grande autonomia.

Cada um pode, e aliás deve, cevar livremente os instintos - perdão, exercer o seu "direito à felicidade" - e o resto são "fobias"...

Não admira que haja muitos que já não enxerguem nada que os distinga a si próprios dos animais.

Anónimo disse...

Ah... agora queixam-se que pecadores públicos isto, mas queixam-se que pecadores públicos assado... ok...

Anónimo disse...

se a noticia é verdadeira tenho dificuldade em qualificar o comportamento do Conego"...ás vezes penso que "conegos e afins "...não posso dizer o que penso.Há todavia uma convicção no meu coração ...aquele que partiu para a casa do Pai certamente pediu perdão pelo compotamento do "conego ignorante"

Anónimo disse...

Independentemente de tudo falta aqui a teologal Caridade! "... a medida que usares para os outros, será usada para ti..."

José Pinto

Anónimo disse...

Mas a homosexualidade foi aprovada pela Igreja? Nao conhecem os ensinamentos da Igreja Catolica, pelo menos ate hoje, sobre este assunto? Depois casam, descasam, voltam a casar com um homosexual, e pensam que so porque o Mundo os aceita e os encoraja a tais comportamentos, que a Igreja tambem aceita esses comportamentos e decisoes. Fez muito bem o Conego da Estrela, aceitar o funeral desse irmao seria estar a aceitar a sua vida de pecado, sim pecado, seria estar a dar um sinal contradizente do que sao os ensinamentos da Igreja Catolica. E depois revoltam-se, esperam uma desculpa. Mas desculpa porque, porque somos Catolicos? Daqui a pouco vao dizer que Jesus era gay e que esta evidente nos evangelhos. Depois dizem que ele era casado com Madalena, e haprovas de um filho em Franca. Estamos muito perdidos se dermos ouvidos a este senhor e fazemos dele noticia, coitadinho dele. E nao se preocupe, pois o Pai ja acolheu o seu companheiro, apesar de pecador, onde quer que esteja depois de morrer. Mas, pobres de nos que aqui ainda temos de ouvir estas lamurias.

Anónimo disse...

Anónimo das 7 . 13 AM :
Você não se dá conta das contradições do seu discurso "piedoso" ? "O Pai já acolheu o seu companheiro", mas o padre da Estrela fez muito bem em recusar o funeral católico e etc e tal...

Anónimo disse...

Sim, fez bem em recusar, pois o nosso irmao estava em pecado. E pelos vistos o companheiro que se lamenta tambem nao o entende. E em nao o reconhecer, nao estava em comunhao com a Igreja. Por isso nao podia ser enterrado como um funeral catolico. Agora, quanto a Deus, ele recebe-o como filho, apesar de homosexual praticante, ele estava em comunhao com Deus, como filho, mas nao em comunhao com a Igreja. Deus nao e a Igreja. Onde esta a contradicao? Apenas nao confundi uma coisa com a outra.

Anónimo disse...

Somos tão fariseus!

Anónimo disse...

Fariseu porque? Entao nao ha pecados no Mundo? De repente porque se considera a homosexualidade como pecado, somos fariseus? Sera que o Conego da Estrela e todos os outros agora terao de aceitar casar homosexuais e celebrar um funeral de um homosexual assumido, em rejeicao aberta dos ensinamentos da Igreja? Se pelo menos tivesse pedido perdao pelos seus pecados, mas pelos vistos pela opiniao do companheiro, nem sequer em pecado pensavam estar, era tudo muito na base do Amor. Que Amor???

Anónimo disse...

"a medida que usares para os outros, será usada para ti...". Optimo! Estou preparado para o encontro com a Verdade, e o senhor, estará?

Anónimo disse...

A pertença à Igreja Católica é voluntária: sai-se quando se quer sem se incorrer numa pena de morte como no islão. Está mal? Vá rachar lenha para outro lado.

Anónimo disse...

Nao me preocupo com a medida que me usarem. Ate porque com Amor e Misericordia se diz a um pecador que ele esta em pecado, e nao se engana o homem a dizer que esta bem, que seguir paixoes e sexualidades desordenadas esta de acordo com a vontade do Pai. Nao vou dizer que esse casal de homosexuais nao estava em pecado, eles estavam. E pelo menos um deles ja se encontrou com a Verdade, com o Pai. Eu por ca ando, nao digo que seja dono da Verdade, mas pelo menos nao quero enganar os meus irmaos a dizer-lhes que esta tudo bem em estarem casados como homosexuais, nao estao bem. Eu ate nem me importo que se casem e vivam juntos, mas nao estao em comunhao com a Igreja Catolica, e podem sair, ou entao ficam, obedecem e dialogam para ver se a Verdade deles sera mesmo Verdade ou nao.

Anónimo disse...

Disse o Papa Francisco que o maior perigo que vê para a Igreja do sec xxi é o da mundanidade espiritual q consiste em fazer-mos de nos próprios o centro de tudo. Este 'viuvo' ignorante sobre estes assuntos vá que nao vá, agora catolicos minimamente informados a dar eco a este absurdo evocando aquilo que sabem que mais fere os catolicos que é a acusaçâo de falta de caridade, neste caso por o dito conego nao ter permitido aquilo que iria contra todo o ensinamento da igreja é muito sonso e revela malicia e falsidade. O que interessa ao dito 'viuvo 'que pelos vistos nao seguiu a doutrina catolica vir agora exigir funeral religioso? Nem sequer está bem intencionado pela forma como sutge nas noticias mais uma vez faz dele o centro de tudo. Às vezes parece q somos mesmo uma raça de viboras....e

Anónimo disse...

Anonino das 10:00 Am, Deus não è a igreja, pois claro que não! Se nao e a igreja seria perfeita e conegos a cometer essas actitudes não existiriam! Agora devo dizer lhe algo que certamente desconhece: a igreja somos todos nós! Homo, hetero,de todos os confins da terra e, eu como igreja afirmo que o funeral cristão nao deveria ter sido negado, eu como igreja sinto me ofendido, eu como igreja nao vejo nessa actitude o Amor de Jesus. O senhor veio trazer luz aos cegos, liberdade aos cativos, saude aos enfermos veio incluir e não excluir veio perdoar não condenar! O papa Francisco quando usou a expressão "fiscais da fé" referia-se a casos como este... Recomendo-lhe uma coisa,quando falar, fale por si, fale no singular e nao no plural como aqui fez, até porque eu tb sou igreja e não o mandatei para falar em meu nome. E ja agora diga me, afirma:"...ele estava em comunhao com Deus, como filho, mas nao em comunhao com a Igreja..." O que è mais importante, a comunhão com Deus ou com a igreja? Eu julgo que serà com Deus, no entanto como já referi eu tambem sou igreja e, nao "ex"comuguei esse irmão!

Paulo Pinto

Anónimo disse...

Não sei se está preparado,mas desconhece os evangelhos, essa expressão não é minha é de Jesus! E esse orgulho que sente e o leva a afirmar que está preparado, sendo pois certa a sua salvação pode ser considerada pecado. Mas eu não estou aqui para o julgar, nem a si nem a ninguem! Tambem não julguei o conego em questão agora que este não praticou a Caridade é uma afirmação que mantenho e reafirmo!

José Pinto

Anónimo disse...

è sempre mais facil ver um cisco nos olhos dos outros que uma trave nos nossos. Este viuvo é tao pecador como todos nós! Quem pode afirmar que não peca? Entäo nenhum de nós tem direito a um funeral catòlico!
Mas pelos visto hà por aqui muitos donos da verdade, tao verdadeiros que partem para o insulto... As accoes e paravras ficam com quem as pratica...
José Pinto

Anónimo disse...

Sim, Jesus veio incluir e perdoar, mas eles nao se aproximaram da Igreja antes do funeral a pedir perdao pelos seus pecados, porque nao se achavam em pecado. Eu ate falo por mim, e pelo Papa Francisco, em comunhao com ele. Pobre do Francisco, que com a sua postura ate chega agora para ser argumento de defesa de homosexuais casados e assumidos abertamente como praticantes de homosexualidade. Eles eram Igreja, nao eram, nao estavam em comunhao com a Igreja, Catolica. Pergunte ao Papa Francisco se a homosexualidade sera pecado ou nao? Sera que o Papa ja anunciou que a homosexualidade nao e pecado? O senhor Paulo Pinto cheio de Caridade acaba por se excomungar a si proprio ao defender tais ideias, na base da Caridade, mas que Caridade? Que Amor? Sim, estou preparado para morrer, quando a minha hora chegar, porque me reconheco como pecador, este nosso irmao nao estava. O sobrevivente nao esta. Depois da morte, o Pai nos recebera a todos por iguais, nessa Casa/Igreja perfeita. Quando nos vermos ao espelho, entao nos arrependeremos. Ao Jose Pinto, conheco uma passagem que fala acerca de um bom ladrao que no momento da cruz reconheceu Jesus e se salvou. O outro ladrao nao. Estavam os dois em pecado, um morreu pecador, o outro partilhou uma cruz ao lado de Jesus, ainda que por umas horas, ou minutos, talvez.

Anónimo disse...

A ignorância e o preconceito estão tão enraizados nos católicos (perante a complacência da hierarquia que se demitiu de combater uma e outro) que nem vale a pena argumentar...

Emmanuel disse...

Alguém pode informar o responsável da Basílica da Estrela disto:

"o Papa Francisco estigmatiza o hábito que têm de impor aos fiéis "muitos preceitos". E os define "hipócritas da casuística", "intelectuais sem talento", que "não têm a inteligência para encontrar Deus, e explicar Deus com inteligência", e fazendo assim impedem a si próprios e aos outros de entrar no Reino de Deus:
"Jesus o diz: "Nem entrais vós e nem deixais que os outros entrem”. São moralistas sem bondade, não sabem o que é a bondade. Mas sim, são especialistas em ética, hein? "Deve-se fazer isto, e isto, e aquilo ...' Enchem-te de preceitos, mas sem bondade. E aqueles dos filactérios que vestem tantos tecidos, tantas coisas, para fingirem um pouco de "ser majestosos, perfeitos, não têm o sentido da beleza. Eles não têm o sentido da beleza. Chegam apenas a uma beleza para o museu. Intelectuais sem talento, moralistas sem bondade, portadores de beleza para museu. Estes são os hipócritas, aos quais Jesus repreende muito".

(http://www.news.va/pt/news/o-cristianismo-nao-e-uma-casuistica-de-preceitos-p)

Anónimo disse...

Nao està em questao quem é e quem nao é pecador - todos somos- está apenas em questao que aqueles que fazem tabua raza de tudo e se assumem como pecadores publicos e assumidos nao só contrariando como afrontando claramente o ensinamento da Igreja - veja-se a postura agressiva do 'viuvo'. Se quizerem de facto abrirem-se à misericordia de Deus, o proprio Deus os acolherá. Esta cultura/ditadura gay ( q nao qualifica necessariamente os homosexuais) marca a agenda e vai num crescendo de agressividade e imposiçao intoleraveis, agora querem mudar à força todos aqueles que ainda nao se lhes vergaram, neste caso a Igreja, precisamente aqueles que num estado terminal quando ja ninguem quiser saber deles os acolherão com caridade e o amor de Deus, como fazia um cardeal americano grande opositor da cultura gay mas precisamente alguém que acompanhou dezenas de homosexuais com sida desamparados e abandonados nas camas dos hospitais. Nao confundam as coisas nem as pessoas

Anónimo disse...

Anónimo da 1:16 AM ( que prefere manter o anonimato), ´certamente não estará á espera de uma aula de catequese... O senhor pode afirmar queo irmão falecido não pediu perdão? se me disser que o viuvo erra ao não afirmar-se pecador, poderei concordar consigo, todos somos pecadores. se medisser que ele erra na forma como está a tratar o assunto, tb concordo consigo, mas se me diz que o cónego procedeu bem não posso estar em mais desacordo. Diga-me quem necessita de um médico, um homem doente ou um homem saudável? (certamente reconhece esta imagem, que não é minha...) pois bem quem necessita mais de oração e de ajuda divina, um pecador ou um justo? e não se preocupe comigo, não estou excomungado e digo-lhe também que graças a Deus nem todos os conegos penssam assim...

Paulo Pinto

Anónimo disse...

Se o irmao falecido tivesse pedido perdao, o conego nao teria razoes para nao celebrar o seu funeral catolico? Se assim foi, o conego esta errado. Mas como diz o "parceiro" que nao estavam em pecado e nao sao pecadores, entao penso que o defunto pensava o mesmo e morreu em pecado. "Todos somos pecados...", sim somos, mas eu confesso os meus pecados, e humildemente tento me corrigir, e os meus pecados de adolescente nao os volto a cometer, pois aprendo a crescer e a aproximar da perfeicao a que sou chamado em Deus. Nao sou perfeito, mas tento me corrigir. Ser homosexual assumido, casar com um outro homem, viver com esse homem, esta errado, vive me pecado quem o faz. O Papa ainda nao disse nada em contrario. O conego ao aceitar o funeral do homosexual estaria a aceitar implicitamente a vida que ele tinha no momento da morte, seria estar a dar razao ao viuvo, que diz que nao e pecador. Neste caso o conego esta certo. Mas lembro-me de um caso em que um padre que recusou o baptismo ao filho(a) de uma mulher divorciada, nesse caso o padre estava errado. Penso que o Papa se refere mais a esses casos, do que a estes. O homem doente precisa de medico, quando ainda esta vivo. Precisa mais de medico o viuvo, mas ele nem sequer se acha doente, para ele esta tudo bem e "nao sou pecador" e ficou ofendido. Paulo Pinto, senhor tenta-me fazer passar por ignorante do evangelho, como se nao conhecesse as passagens ou nunca as tivesse orado. Como conhecedor do evangelho e do catecismo, diga-nos la onde encontra a sua razao para aceitar que um homosexual que vive abertamente o seu pecado, estava casado com o viuvo, vivendo em pecado e fora da comunhao dos ensinamentos da Igreja, tenha direito a um funeral catolico? Esses conegos que tentam ser mais engracados do estar em Graca, fazem igrejinhas aparte da Igreja, sao pedras de escandalo. E hoje ao rezar o terco ate me lembrei desse nosso irmao, rezando principalmente por aquelas que mais precisam da sua Divina Misericordia.

Anónimo disse...

Caro anónimo das 12:02 PM, o que está aqui em causa não é se a homossexualidade é ou não pecado, até porque a sua douta sabedoria iria rir da minha, o que está em causa é a negação de funeral católico. Volto a dizer que o senhor nada sabe sobre a confissão ou não do irmão em causa. Acaso é o seu confessor? Que saberá o viúvo? A confissão é sigilosa, ninguém pois poderá saber se ele pediu perdão ou se “se arrependeu” na hora final, por isso os suicidas têm funeral católico e no entanto o seu último acto na vida é altamente pecaminoso mas o seu pensamento ultimo pode não ter sido. No uso da caridade têm (e muito bem) funeral cristão. E este também morreu em “pecado público”. Mais não digo, não gosto muito de falar para anónimos, mas vem-me á lembrança a passagem dos túmulos caiados por fora e por dentro…

Paulo Pinto

Anónimo disse...

Vice-reitor de seminário tinha vídeos de sexo com crianças. Saiba mais no CM.Padre pedófilo sem remorsos
Especialistas afirmam que vice-reitor de seminário pode voltar ao crime. Para ler no CM

Anónimo disse...

Morreu em pecado publico. O exemplo dos suicidas parece-me um pouco exagerado, pois comparar um momento de desespero, mesmo que muito pensado e planeado, com uma vida em pecado, nao faz sentido. Agora que a a homosexualidade e pecado, isso sim e, ele vivia em pecado, e em negacao de ser pecador. Nao sei se ele se confessou, mas pelo testemunho e palavras do viuvo, nao se teria confessado pois nao estavam "doentes". O que esta em causa sempre foi se a homosexualidade e pecado ou nao, pois se nao fosse pecado ele teria sido enterrado com um funeral catolico, a nao ser que tivesse um outro pecado publico qualquer, como por exemplo ser pedofilo e nao ter remorsos.

Anónimo disse...

Esqueci-me de dizer que a minha douta ignorancia nao vem da minha autoridade como catolico, mas sim da Igreja. Se quiser ate lhe posso pesquisar umas quantas passagens biblicas (do Novo Testamento) que lhe confirmam que a homosexualidade e pecado, e mais umas quantas da Tradicao da Igreja, e mais recentes do Papa Bento XVI, Joao Paulo II. E a Igreja que diz, nao sou eu.

Anónimo disse...

E responda esta se conseguir, sr. Paulo Pinto, sou eu um fariseu de paredes caiadas de branco que se aproxima de si para o testar, e pergunta-lhe: Se estes dois irmaos catolicos se aproxima-sem do conego da Estrela e pedissem um casamento catolico, que faria o conego? Casava-os, ou com Amor, Caridade e Paciencia, explicava-lhes o que eles parecem nao entender, nem o sr. Paulo Pinto, mais o seus conegos, que eles estao em pecado, pela sua homosexualidade, e que nao se podem casar pela Igreja Catolica? O Paulo Pinto de certeza que lhes arranjava um do seus conegos amigos para os casar pela calada da noite.

Anónimo disse...

Pois e a terra é o centro do universo... bla, bla, bla... fiquem felizes e sorridentes, o conego da estrela é um exelente fiscal da fé, permitiu um funeral com "rito" Maçónico há uns anos atrás (era figura pública...) agora recusa um funeral católico "porque vivia em pecado". E que tal mandar fazer uma estátua para o homenagear? Os defensores da moral e dos bons costumes que se organizem! Para o anónimo que diz que a homossexualidade é"doença" recomendo a leitura da CID-10 No portal da OMS.
E "viva a Maçonaria"! acho que me vou filiar assim "tenho direito" a 2 ritos (católico seguido do maçom) no meu funeral desde que vá para a basilica da estrela! (ainda bem que Deus não me criou gay se não tava lixado...)

Anónimo disse...

CASTIDADE E HOMOSSEXUALIDADE

2357 A homossexualidade designa as relações entre homens ou mulheres, que experimentam uma atracção sexual exclusiva ou predominante para pessoas do mesmo sexo. Tem-se revestido de formas muito variadas, através dos séculos e das culturas. A sua génese psíquica continua em grande parte por explicar. Apoiando-se na Sagrada Escritura, que os apresenta como depravações graves (103) a Tradição sempre declarou que «os actos de homossexualidade são intrinsecamente desordenados» (104). São contrários à lei natural, fecham o acto sexual ao dom da vida, não procedem duma verdadeira complementaridade afectiva sexual, não podem, em caso algum, ser aprovados.

2358. Um número considerável de homens e de mulheres apresenta tendências homossexuais profundamente radicadas. Esta propensão, objectivamente desordenada, constitui, para a maior parte deles, uma provação. Devem ser acolhidos com respeito, compaixão e delicadeza. Evitar-se-á, em relação a eles, qualquer sinal de discriminação injusta. Estas pessoas são chamadas a realizar na sua vida a vontade de Deus e, se forem cristãs, a unir ao sacrifício da cruz do Senhor as dificuldades que podem encontrar devido à sua condição.

2359. As pessoas homossexuais são chamadas à castidade. Pelas virtudes do autodomínio, educadoras da liberdade interior, e, às vezes, pelo apoio duma amizade desinteressada, pela oração e pela graça sacramental, podem e devem aproximar-se, gradual e resolutamente, da perfeição cristã.

Anónimo disse...

Isto nem parece um blogue católico.

Isto mais parece o cantinho dos homofóbicos.

Sugiro uma visita ao blogue BICHASCOBARDES.

Anónimo disse...

Aceitei a sugestao e fui ver: "E ouvir os opositores da lei da co-adopção por casais do mesmo sexo foi uma prova disso mesmo: triste, perturbador e só dá vontade de partir para a violência. O último "artigo" então da besta Martinho Pinto..." Deixei de ler, pois logo deixa a claro os principios dos argumentos do blog, e em geral da sua tribo: violencia e insulto pessoal. Nao e um blog catolico com certeza.

Anónimo disse...


Leia mais, leia mais...

Nem só de blogues católicos
vive a Cúria, quanto mais um católico...

Anónimo disse...

Mas se quer uma coisa mesmo séria
(sem desfazer no BICHASCOBSRDES)
sugiro este :

QUEERINGTHECHURCH

Ah, não me venha dizer que não se trata de coisa séria...

Anónimo disse...

Estive a ler mais uns posts, apenas li por completo o do "Sangue a Ferver" e achei interessante, os outros continuam na mesma linha. Este do QUEERINGTHECHURCH ja conhecia, por vias de um amigo gay, catolico, que faz parte de um grupo catolico de homosexuais, que aceitam e acreditam o que a Igreja ensina sobre castidade. Embora se continue a discutir e dialogar muitas destas coisas, e blogs como esse ajudam, o tipo de blog do Bichas Cobardes nao ajuda.

Anónimo disse...

Fico muito, muito contente que tenha gostado da minha sugestão do

QUEERINGTHECHURCH.

que você, afinal, já conhecia.

Deixe lá, se não gostou do BICHASCOBARDES, paciência.

Não se pode acertar em tudo.

Já foi bom eu ter acertado numa sugestão e ter conseguido ir ao encontro dos seus interesses intelectuais.

Fico feliz. Muito feliz.

Anónimo disse...

Rejeitou fazer o funeral porque estava em pecado!? E se fosse um heterossexual divorciado, com ex cônjuge vivo(a), junto ou casado com outro(a). Ou seja, perante a Igreja um defunto que em vida estava em situação de adultério, também era recusado?

Às vezes tenho muita dificuldade em perceber porque motivo alguns teimam em querer fazer o papel de Deus. "Quem nunca pecou que atire a primeira pedra".

RS

Anónimo disse...

(Levítico 20:13) “Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles.”

Anónimo disse...

Todos sabemos qual a posição da bíblia e da região católica face à homossexualidade. Não sei quais são as regras de Vaticano, em concreto, mas parece-me menos lógica a postura do defunto e dmarido do defunto, professar uma religião que o condena.

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...