quinta-feira, 9 de maio de 2013

Monstros

A ignorância é matriz de monstros.

Henry Ward Beecher

6 comentários:

Anónimo disse...

Todos os dias, esta frase recebe sucessivas confirmações. Há mosntruosidades que são inauguradas pela ignorância e coroadas pela indiferença!

Anónimo disse...

Concordo com a afirmação. Ainda ontem ouvi afirmações monstruosas de um Testemunha de Jeová.

Afirmou coisas como:

- Se a Bíblia diz que os morcegos são aves é porque o são. Não se deve questionar a Sagrada Escritura.

- Os homens primitivos não existiram. São fraudes com as quais a Igreja Católica é conivente.

- A Igreja Católica começou com Constantino etc.etc.etc.

Depois perguntava-me se sabia onde na Bíblia estavam situadas determinadas passagens. Como eu, de repente não sabia situar os capítulos e versículos certos, (embora conseguisse situar a passagem em causa manuseando a Bíblia), ele ria-se e dizia que tal passagem estava no Evangelho "X", capítulo "Y", e versículo "Z", e abrindo a Bíblia dele provava-me que estava certo.

Fiquei irritadíssimo, pois até fiz algumas formações sobre a Bíblia, e leio muitas publicações sobre estas temáticas.Mas não consigo penetrar na mente desta com qualquer tipo de argumento. São mentes que estão completamente formatadas pelas publicações deles.

E de há uns tempos a esta parte não me largam a porta. É incrível difícil argumentar com gente que usa de argumentos viciados, e com falácias que não consigo desmontar.

Não é que me importe de "perder" os debates. A questão é que eu até me considero minimamente preparado nestas temáticas. O que me custa é que no fim, eu fico sempre com a sensação de que fui "arrasado" e eles se vão embora a rir.

Já agora, se alguém souber de um ou dois "truques" que os "encrave" de forma a eles ficarem sem argumentos, agradeço. Estou farto se ser enxovalhado por essa seita, assim como estou farto de ouvir cobras e lagartos sobre a Igreja Católica.

Abraço fraterno

Manuel Martins

Peter disse...

Manuel Martins, não há “truque” que nos desencrave o coração de apertos se ele não estiver mergulhado na Fonte e em sintonia com o Espírito Santo… a questão não é “perder” ou ganhar “debates”, a questão é saber dar a razão da nossa esperança! E se eu não sou ou não fui capaz de tal, e ficar apenas “com a sensação de que fui "arrasado" e eles se vão embora a rir.”, e depois a minha única preocupação é arranjar “truques” para os “encravar” então aí meu caro, quem está mesmo a precisar de acolher o Anúncio da Boa Nova sou eu, mais do que ninguém! (não posso dar ao outro aquilo que não tenho!) Desculpe falar-lhe assim, (faço-o com todo o respeito) mas nestas coisas não dá para fugir, elas são vitais à nossa própria caminhada da Fé! Se tiver algum tempo, procure alguns sites sobre ex testemunhas de Jeová, mais do que falar com eles, é preciso conhecer quem são, o que pensam, o terreno onde se movem! E para isso nada melhor escutar-ler aqueles que andaram nesses ambientes!

Por fim, deixo-lhe aqui um pequeno artigo católico com algumas indicações”:

http://www.veritatis.com.br/apologetica/protestantismo/561-como-um-catolico-pode-testemunhar-a-um-testemunha-de-jeova-em-sua-portas

Já agora, se depois de tudo, eles não quiserem acolher e não lhe “largam a porta”, faça como eu, convido-os a entrar, escuto totalmente em silêncio sem cair na tentação das respostas, e depois de acabarem, agradeço-lhes chamando-os irmãos dizendo-lhes que estou grato que Deus nos tenha feito encontrar como Pai que é de todos! Depois, sem lhes dar tempo a reagir, convido-os a rezar uma Avé-Maria juntos comigo e começo a rezar sem lhes dar tempo a reagir ! Vai ver que nunca mais lhe batem à porta! Aqui na minha porta e na de outros a quem partilhei a “receita” foi “remédio santo” como diz o povo!

Anónimo disse...

Obrigado pela indicação do link caro Peter. Quanto ao resto está coberto de razão.

Abraço

Manuel Martins

Anónimo disse...

Manuel Martins, vá meu Irmão, em frente, coragem, nunca olhar para traz, todos somos muito frágeis e só em Deus tudo podemos… e é com os "erros" que aprendemos… “uma árvore só se torna forte e sólida com o vento”… caminhemos Nele…!
Saudações…

Peter

Anónimo disse...

Não há que ter medo da TJ. Só sabem o que lhes dizem e se os conduzirmos, com cuidado, para fora do seu âmbito de conforto espalham-se ao comprido em dois ou três tempos. São pessoas enganadas por outras pessoas enganadas. Pessoalmente coloco-os em desequilíbrio quando lhes pergunto se Jesus, antes de ter passado a existir na Terra, era um anjo (eles acreditam que sim, que era o arcanjo Miguel); depois pergunto o que é que a Bíblia diz que são os anjos (e eles dizem que são "servos" tal como se lê no texto aos Hebreus); depois peço-lhes para ler o Hino do texto de Paulo aos Filipenses onde se diz que Jesus ao encarnar se fez "servo"... não é preciso dizer mais nada: eles apercebem-se imediatamente que Jesus não podia ter sido anjo antes de incarnar... mas como estas há milhares...

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...