sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Eu é que sou o Papa

Quando foi eleito papa, João XXIII encontrou-se num corredor com o seu secretário e este, todo assustado, disse-lhe:
- Excelência, e que vamos agora fazer?
- Agora vamos acabar de rezar o breviário. E não te aflijas, homem, porque a quem fizeram papa foi a mim.

2 comentários:

Anónimo disse...

O que seria se tivesse sido a Igreja Católica a proferir, num só ano, os seguintes ditames religiosos:

Destruir as pirâmides;
Autorizar a pedofilia;
Permitir a mentira e a hipocrisia;
Autorizar a morte de quem protesta contra a evangelização da sociedade;
Proibir o cumprimentar os muçulmanos;
etc...

mas como foram os líderes muçulmanos egípcios a fazer isso, nada se diz...

Américo Mendes

Jorge Pires Ferreira disse...

Obrigado pelo seu comentário. Vou chamar o que escreveu para os comentários do texto de Anselmo Borges deste sábado.

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...