sábado, 29 de dezembro de 2012

A edição dos 148 anos do DN foi toda escrita com a mão esquerda?



O DN faz hoje 148 anos. Parabéns. É um jornal que leio quase todos os dias em papel e cuja página na Internet consulto várias vezes ao dia. E nunca esquecerei a alegria de ter visitado a redação deste jornal tendo por cicerone Acácio Barradas, grande jornalista que morreu no dia 28 de outubro de 2008. Nem as tardes maravilhosas que passei nos arquivos deste jornal a ler as edições à volta de morte de João XXIII (que andava eu lá a investigar? – disso não me lembro).

Mas hoje, apesar de a edição ser maior, em número de páginas e formato (“berliner”), sinto-me defraudado. Esperava o suplemento “Q” e nada. Esperava o texto de Anselmo Borges e nada.

A edição comemorativa é dirigida por Manuel Carvalho da Silva e, como opinadores, surgem, entre outros, Mário Soares, Boaventura de Sousa Santos e Carlos Carvalhas. Opiniões que não vou ler, porque já sei não saem da cartilha. Também lá está a opinião de D. Manuel Clemente. E essa vou ler e copiar para este blogue porque considero que o bispo do Porto lança pontes, enquanto os três opinadores atrás referidos dinamitam-nas. É a minha visão das coisas, com certeza.

O jornal tem algumas peças interessantes, como uma reportagem sobre o Estado social na China (hei de ler), e outras de interesse nulo (hei de evitar), como um debate com Arménio Carlos (CGTP), João Proença (UGT) e Manuel Carvalho da Silva (ex-CGTP). Deve ser algo como um debate entre Mr. Dupond, Mr. Dupont e, sei lá, Mr. Duponth. Só que uns estão mais à esquerda do que outros.

E como se faltasse esquerda no jornal, ainda entrevistam Lula e publicam opiniões de Tarso Genro (PT - Brasil) e José Antonio Griñan (PSOE - Espanha) entre outros. Se escrevessem “Pravda” em gótico no topo da primeira página, ficava a condizer.

Para contrabalançar, talvez em 2013 convidem João César das Neves para diretor por um dia.

3 comentários:

José J.C. Serra disse...

e esperavas outra coisa do inenarrável joão marcelino, essa nulidade socrática do jornalismo português?

disse...

Grande artigo de opinião, como sempre, aliás. Obrigado.

maria disse...

e então a desgraça será bem maior. :)

Semana dos Seminários

Parece que se dizem agnósticos (ou o mais conhecido deles). Mas a simbologia católica (sim, mais católica do que simplesmente protestante ou...