segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Do tempo em que Jesus queria que as pessoas fossem ricas


Larry Hagman, que morreu há dias, o J.R. Ewing da série "Dallas", que usava um chapéu feito em São João da Madeira, foi, enquanto ator da série, símbolo de uma geração "à qual em breve iriam dizer que se podia ser ganancioso, e que lia nos autocolantes dos carros que Jesus quer que as pessoas sejam ricas".

Li no "Público" de ontem. A parte que citei aparece citada. Julgo que o autor dela é David Jacobs, argumentista da série, em declarações ao "The New York Times". O matutino português não é claro.

8 comentários:

Anónimo disse...

Depois o que se viu foi a "santa madre" a enriquecer ainda mais.

Anónimo disse...

E você, empobreceu-se?

Anónimo disse...

Ainda mais, ó das 3e48? Mais quanto?

Anónimo disse...

Não, fiquei rico desde que larguei a companhia da "santa madre". Deixei de pagar para ser salvo.

Anónimo disse...

ridículo, espero que passe então a gastar sua riqueza pagando por livros, ler e estudar é bom de vez em quando... liberta nossas mentes de tal ignorância

Anónimo disse...

É o que tenho feito, ó santo inteligente.
Por ler, estudar, refletir, meditar e comparar é que me livrei da tal "santa" e enriqueci. Descobri que não preciso de lhe pagar para ser salvo.

Anónimo disse...

pois é... não é preciso pagar para ser salvo...
descobriste a América...
só que uns 500 anos depois

Anónimo disse...

Mais vale tarde do que nunca, não te parece?

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...