sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Da utilidade da crise para a Igreja

No "Correio da Manhã" de terça-feira, 13. A crise é uma "oportunidade de evangelização", mas daí até a crise ser "útil" para a Igreja... Só falta dizer que a Igreja deseja a crise. Até se pode entender isso do título.

7 comentários:

Anónimo disse...

Todas as crises são uma “oportunidade” não há que ter medo de dizer isso, nem que seja apenas porque nos “empurram” a sair das letargias em que se tornaram as nossas vidas acomodadas na certeza de que tudo era sólido e seguro, e agora as intempéries que chegaram derrubaram todas essas certezas, e por isso obrigam-nos a ir em busca de soluções e caminhos novos… isso é um dado válido…mas agora não me venham é dizer que a tal frase “A crise é uma "oportunidade de evangelização”, é de todo inocente no contexto em que foi expressa naquele encontro, embora o título do pasquim esteja armadilhado com fins claros que é vender papel, e a confusão vende certamente!

Quanto às “prioridades” de quem leva as barcas, elas não se discutem, acolhem-se ou não, ponto final, só entra nessas barcas quem quer, santa liberdade dos filhos de Deus! Agora não consigo é perceber como se pode falar a alguém de Deus com a barriga vazia e sem ter como comprar medicamentos ou está na iminência de ser despejado do lar pois não pode pagar mais a renda porque perdeu o emprego…!

vp

Anónimo disse...

Jorge,

regressando ao católico James Bond, este vídeo é esclarecedor.

Fernando d'Costa

Anónimo disse...

D. Clemente a Cardeal quanto antes. O tipo tem muita pinta e quando se dirige aos media sente-se que sabe comunicar. A Igreja precisa da 1ª figura em Portugal que tenha um pouco mais de categoria. Infelizmente o Policarpo já teve o seu tempo. Penso que será no início do novo ano que mudará. Mas gostaria que o autor do blogue me elucidasse mais acerca disso.

Anónimo disse...

O 1ºepisodio da série"Ainsi Soiente Ils "explica o titulo da noticia e ajuda a entender o comportamento publico do "alto dignatario da igreja portuguesa"

Anónimo disse...

Corrijo o titulo da série francesa "Ainsi Soient Ils"

Anónimo disse...

Pois. Só quem não sabe o estado a que chegou a diocese do Porto fruto de um Clemente que só vive para o "social" é que pode dizer algo de semelhante.

Anónimo disse...

É curioso, há cerca de um ano, ouvi um Bispo dizer que a crise poderia ser "benéfica" para a Igreja. Só que o homem foi muito criticado por tais palavras...
Agora já é "útil" para a Igreja. É que o protagonista é outro. Dá vontade de rir!

Lucas 15, a esquerda e a direita

Tem piada o artigo de Inês Teotónio Pereira, "A esquerda que queremos ser", no DN de ontem. "Somos [os da direita] aquele i...