terça-feira, 18 de setembro de 2012

Como os cristãos reconheceram Deus em Jesus



O "Q" acaba por ser o único sítio onde podemos ler textos relativamente longos na imprensa portuguesa. Há dias alguém me dizia que, nos jornais, só lê os textos longos. Subscrevo, embora se diga que já ninguém tem tempo para textos grandes.

Em relação a esta peça do último sábado, diga-se que a entrada tem pouco a ver com o resto do texto. Praticamente não se fala de Niceia. O livro de Geza Vermes, que está na origem destas duas páginas, com certeza que sim. Mas este resumo de Miri Rubim poderia estar enquadrado de outro modo.

1 comentário:

Anónimo disse...

Jorge,

sobre este "Jesus ser feito Deus", escreveu também um diletante Frederic Lenois em "Comme Jésus est devenu Dieu" e teve uma magistral resposta no pequeno, mas notável, livro "Christ, Seigneur et Fils de Dieu" de Sesboüé em que este jesuíta francês mostra que "Jesus não se fez (nem foi feito), mas foi reconhecido, como Deus".

Fernando d'Costa

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...