segunda-feira, 11 de junho de 2012

Simpósio dos renegados "teólogos marxistas da libertação"



Notícia retirada de ACI Digital:

Teólogos e pensadores sancionados pela Igreja por difundir ideias contrárias à doutrina católica participarão de um congresso latino-americano que busca equiparar o Concílio Vaticano II com a teologia marxista da liberação em São Leopoldo (RS). O evento leva o nome de "Congresso Continental de Teologia: Aos 50 anos do Vaticano II e 40 anos da Teologia Latino-americana e Caribenha" e admite ademais promotores da ideologia de gênero. 
O evento se realiza entre os dias 7 a 11 de outubro de 2012 na universidade jesuíta Unisinos, com o apoio da Pontifícia Universidade Javeriana da Colômbia (que há poucos dias apoiou a adoção de crianças por casais homossexuais) o grupo de pressão Amerindia e a agência informativa de cunho marxista Adital, que tem entre seus colunistas o frade dominicano brasileiro Carlos Alberto Libânio Christo, mais conhecido como "Frei Betto", que promove a despenalização do aborto. 
ACI Digital teve acesso ao programa oficial do evento que contará com a presença de teólogos como o espanhol Andrés Torres Queiruga, cujas obras foram recentemente consideradas incompatíveis com a doutrina da Igreja pela Conferência Episcopal Espanhola. 
Outro participante do evento é o conhecido autor e conferencista Leonardo Boff, considerado um dos principais promotores da teologia marxista da liberação, quem na década de 90 abandonou o sacerdócio, casou-se, e se afastou da Igreja Católica para converter-se em "ecoteólogo de matriz católica" dedicado a escrever livros de ecologia e “espiritualidade”. 
Jon Sobrino, sacerdote jesuíta e líder entre os teólogos marxistas, também se apresentará no congresso latino-americano apesar da que suas idéias "não estejam conformes com a doutrina da Igreja", como opinou a Congregação para a Doutrina da Fé no ano 2007 através de uma notificação oficial.

Pela notícia em cima, parece que só falta convidar o diabo para este congresso da “teologia marxista da libertação”. Os hiperfidelíssimos, em contrapartida, poderiam sempre responder com um congresso com Marcial Maciel (que já cá não está, mas há mais quem siga os seus métodos), Karadima e um ou outro negacionista do Holocausto, mas que sabe muito latim. 

Ler mais aqui.
Sítio do Congresso aqui.

2 comentários:

Anónimo disse...

Gostaria de poder lá estar presente. Teólogos de peso. Não sei é se algum se revê na designação de "teólogos marxistas" (e não é esta designação uma contradição nos termos?).

Fernando d'Costa

João Silveira disse...

Para o Jorge quem não apoia os teólogos comunistas só pode ser um fascista que apoia o Marcel, os negacionistas e o diabo a 7...

Devo ser destes, não tenho outro remédio!

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...