terça-feira, 26 de junho de 2012

Fé e proposições definitivas

Sem a coragem - poder-se-ia até dizer, sem a audácia - para decisões e proposições definitivas, a fé cristã eliminar-se-ia a si mesma. Reside aqui, precisamente, a sua força e energia. Ela pode prometer e afiançar ao homem o derradeiro sentido. Uma igreja que se mostrasse incapaz de o fazer mereceria bem que ninguém mais se interessasse pela sua proclamação, degenerada em simples palavreado.


Walter Kasper, Introdução à fé, pág. 160

Sem comentários:

O casamento no tempo de Jesus e no nosso

Isto não é para justificar o laxismo no casamento católico. É para questionar a continuidade do casamento cristão em relação ao casamento n...