terça-feira, 12 de junho de 2012

12 de junho de 1036. Morre Teobaldo d’Arezzo, o patrocinador da música ocidental



Edição recente da obra de Guido dedicada a Teobaldo

Teobaldo viveu entre 990, mais coisa menos coisa, e 1036. Foi bispo de Arezzo durante 13 anos, até à morte, a 12 de junho de 1036. Gostava de música, pois convidou Guido (992-1050) para ensaiar os cantores da sua catedral.

Guido d’Arezzo, o inventor da pauta musical e do nome das sete notas (no início, a primeira era “ut”; mudou para “dó” por influência do egocêntrico Giuseppe Doni, segundo uns, ou por ser o princípio de “Dominus”, Senhor, segundo outros) dedicou a este bispo o seu tratado musical “Micrologus”. Não foi nesta obra, um tratado sobre o canto gregoriano e os rudimentos da polifonia, que criou os dispositivos que mudaram a música, mas o patrocínio do bispo à atividade de Guido foi decerto determinante.

Sem comentários:

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...