quarta-feira, 9 de maio de 2012

Verdade e poder


A verdade é uma força, mas tão-somente quando dela não se exige nenhum efeito imediato, mas quando se tem paciência e de dá tempo ao tempo; melhor ainda, quando não se pensa nos efeitos, mas se deseja mostrar a verdade por si mesma, por amor à sua grandeza sagrada e divina.

Romano Guardini citado por Carlos González Vallés em “Querida Igreja”, ed. Paulus (Brasil), 1990, p. 7

Sem comentários:

Uma questão de visão, talvez

D. Carlos Azevedo diz que a nomeação de D. António Marto para cardeal tem mais a ver com a visão dele (do nomeado) da Igreja do que com a li...