sábado, 12 de maio de 2012

Morrer ou matar Jesus

O teólogo realiza as mesmas tentativas de encontrar ou de refugir a Cristo. Há teólogos que o atraiçoam e simulam que se compadecem dele. Cristo continua a ser sempre atraiçoado com um beijo. Querer não perceber  Cristo significa ajoelhar-se, também e sempre, com os que o trocem dele, mas dizem: "Salve Rabi". No fundo, só existem duas contingências no encontro do ser humano com Jesus: o sujeito tem de morrer, ou tem de matar Jesus.


Dietrich Bonhoefer

Sem comentários:

Uma questão de visão, talvez

D. Carlos Azevedo diz que a nomeação de D. António Marto para cardeal tem mais a ver com a visão dele (do nomeado) da Igreja do que com a li...