sexta-feira, 20 de abril de 2012

A crise da Igreja reside no preservativo. Onde mais haveria de?


Na "Notícias TV" (suplemento do DN e JN) de hoje. É de ler e chorar por mais. Mas que digam o que dizem também deve ser motivo de reflexão para quem está na Igreja.

1 comentário:

João "o discípulo amado" Silveira disse...

Claro, porque se a Igreja fosse a favor do aborto (matar um bebé) o Marcos deixaria de ser "à sua maneira" e correria para os braços da Santa Madre Igreja.

Uma questão de visão, talvez

D. Carlos Azevedo diz que a nomeação de D. António Marto para cardeal tem mais a ver com a visão dele (do nomeado) da Igreja do que com a li...